Brasil

Golpista usava Tinder para extorquir homens casados

Crédito: Reprodução/Facebook

Patrícia Coutinho Pereira, de 29 anos, foi presa na segunda-feira (5) pela Polícia Civil do Distrito Federal. Ela é acusada de enganar e extorquir vítimas por meio de aplicativos de relacionamento, com o Tinder. Na maioria dos casos, os homens eram casados. As informações são do Jornal de Brasília.

A Polícia Civil informou que Patrícia era investigada desde maio de 2017, acusada de estelionato, difamação e extorsão. A prisão foi o cumprimento de um mandato de prisão condenatória expedido pela Justiça. Ela atuava em diversos locais do país e, atualmente, praticava golpes no interior de São Paulo.

A golpista, de acordo com as investigações, dizia que um parente tinha morrido e pedia empréstimos para os homens, com o pretexto de ir ao sepultamento da pessoa. Ela também se apresentava como advogada ou empresária e chegou a ter relações sexuais com algumas vítimas.

Patrícia também escolhia homens casados para exigir indenizações ao término do relacionamento, sob o pretexto de que tinha sido enganada. Caso o pagamento fosse negado, ela ameaçava contar para familiares, constrangia os envolvidos e os difamava nas redes sociais, segundo o investigador do caso.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel