Ediçao Da Semana

Nº 2743 - 19/08/22 Leia mais

Um homem, de 40 anos, foi preso por ser suspeito de estuprar a neta, 11, da sua companheira e obrigar a mulher a presenciar o crime. Além disso, ele teria batido na avó da criança e a mantido trancada dentro de um quarto da residência do casal, em São Miguel do Araguaia (GO). As informações são do G1.

O delegado Thales Feitosa informou que, durante as agressões, o homem ameaçou as duas vítimas de morte.

Na segunda-feira (27), o homem confessou as agressões contra a companheira em depoimento. Em relação ao estupro, ele afirmou que estava embriagado e abraçou a beijou a menina. Nesse momento, o delegado explicou que isso se trata de crime de estupro de vulnerável.

“Ao ver os policiais, a vítima, que apresentava edemas e escoriações em todo o corpo, começou a gritar pedindo por ajuda, pois não aguentava mais aquela situação. Enquanto praticava o abuso, o suspeito anunciava que cortaria o pescoço das vítimas”, narrou o delegado.

A investigação policial ainda descobriu que o homem também ameaçou a irmã da vítima de estupro, que tem sete anos.

Ainda há informação de que o homem quebrou o celular da companheira e, por isso, a família ficou sem notícias por 24 horas. Depois disso, a polícia recebeu uma denúncia anônima e se deslocaram até a residência do casal.