ISTOÉ Gente

Globo é condenada a indenizar manicure que participou do ‘Caldeirão do Huck’

Crédito: Reprodução / TV Globo

A Rede Globo foi condenada a pagar R$ 30 mil em indenização por danos morais e mais R$ 1,9 mil para a manicure Vânia Ibraim de Oliveira. A profissional ganhou prêmios no quadro Mandando Bem, do ‘Caldeirão do Huck’ em 2012, e entrou na justiça alegando não ter recebido o que foi prometido. As informações são do Notícias da TV.

Os prêmios prometidos a Vânia eram entrega de uma moto reformada e outras duas motos novas; pagamento salário enquanto Vânia estivesse realizando o treinamento de empreendedorismo; R$ 30 mil de capital de giro; um veículo da marca Saveiro; dois laptops; trailer itinerante para o atendimento de clientes; abertura da empresa e obtenção das licenças necessárias; e elaboração do site da marca e de toda a identidade visual da empresa.


Vânia recorreu à Justiça com a justificativa que estava enfrentando problemas para regularizar a situação da empresa e dos veículos. O trailer, por exemplo, não tinha os alvarás nem as autorizações necessárias para circulação.

O desembargador Nagib Slaibi entendeu que a participante “ganhou, mas não levou”. A indenização por danos morais ficou fixada em R$ 30 mil, enquanto a Globo ainda terá que regularizar a situação do trailer, além de providenciar os acertos tributários no nome da manicure junto à Receita Federal.

Questionada pelo Notícias da TV sobre a sentença e o cumprimento das determinações judiciais, a Globo informou que “não comenta casos sub judice”. Não cabe mais recurso.