Esportes

Ginasta russo é investigado por usar símbolo da guerra no pódio


O ginasta russo Ivan Kuliak está sendo investigado após usar um símbolo nacional de guerra em seu uniforme durante a cerimônia de premiação, no pódio, na Copa do Mundo de Ginástica Artística, disputada em Doha, no Catar. Ao lado dele estava o vencedor na disputa por aparelhos, llia Kovtun, que é ucraniano. A Federação Internacional de Ginástica (FIG) afirmou que abriu um processo por conta do “comportamento chocante do atleta”.

“A Federação Internacional de Ginástica confirma que pedirá à Fundação de Ética da Ginástica que abra um processo disciplinar contra o ginasta artístico masculino Ivan Kuliak (RUS) após seu comportamento chocante na Copa do Mundo de Aparelhos em Doha, Catar”, afirmou em nota.

Após conquistar a medalha de bronze, Kuliak usou esparadrapos para desenhar a letra Z no peito e subir ao pódio. O símbolo é utilizado por tanques e blindados russos, em especial agora durante os ataques à Ucrânia. Além disso, o atleta já passou por um treinamento nas Forças Armadas da Rússia.

Segundo o Ministério de Defesa da Rússia, em comunicado, a letra Z seria uma referência a frase “Za pobedu” ou “Pela Vitória”, em tradução para o português.

Além das investigações sobre Kuliak, a FIG anunciou o banimento de atletas e juízes da Rússia e Belarus por conta dos ataques à Ucrânia. Ou seja, esta foi a última oportunidade, até segunda ordem, para os atletas, como o ginasta russo, competirem.