Farol ISTOÉ

Gilmar Mendes avança contra Lava Jato

Crédito: Divulgação/STF

Gilmar Mendes, ministro do STF (Crédito: Divulgação/STF)

“Fomos cúmplices dessa gente ordinária”, falou Gilmar Mendes, em mais uma escalada retórica contra a força tarefa da Lava Jato nesta terça-feira. Fez isso enquanto a Segunda Turma do STF dava mais uma vitória para o grupo que pilhou os cofres públicos.

O tribunal anulou hoje a sentença do ex-juiz Sergio Moro que condenou o ex-presidente do Banco do Brasil Aldemir Bendine a 11 anos de prisão por recebimento de R$ 3 milhões de propina da Odebrecht. A decisão foi motivada por uma questão técnica – ele não teria sido o último a ser ouvido em seu processo, o que em tese teria cerceado o direito à ampla defesa. Com isso, o julgamento volta à primeira instância, em Curitiba, e Bendine se livra da cadeia, pelo menos até que o processo seja refeito. Ou seja, quem desvendou o esquema e puniu o criminoso virou bandido, e o acusado virou vítima.

Tópicos

Gilmar Mendes