Tecnologia & Meio ambiente

GB testará vacina com voluntários infectados deliberadamente

SÃO PAULO, 25 SET (ANSA) – O Reino Unido fará testes para a nova vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) em voluntários saudáveis que serão infectados propositalmente com o vírus, informou o jornal “Financial Times” nesta quinta-feira (24).   

Os exames financiados pelo governo começarão em janeiro do ano que vem em uma “instalação segura” em Londres, acrescentou a publicação. A pessoa saudável vai primeiro tomar uma dose de uma das vacinas anti-Covid e, um mês depois, será infectada com o Sars-CoV-2, sendo acompanhada por médicos 24 horas.   

Ainda conforme o jornal, cerca de duas mil pessoas já se candidataram ao programa.   

A prática, que é considera antiética atualmente, vem sendo discutida por inúmeros cientistas e especialistas ao redor do mundo por conta do avanço da pandemia de Covid-19 e para acelerar os resultados das chamadas vacinas-candidatas.   

Atualmente, quando se chega à fase três dos testes clínicos, as imunizações são dadas em larga escala e os voluntários são acompanhados a cada determinado período de tempo. No entanto, nenhuma pessoa é infectada propositalmente para testar a eficácia da proteção. (ANSA).   

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Microsoft Edge recebe nova funcionalidade para aumentar velocidade de carregamento

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar