Economia

Gasto com Transportes sobe 3,81% em março e geram importante impacto no IPCA


As famílias brasileiras gastaram 3,81% a mais com Transportes em março, um impacto de 0,77 ponto porcentual sobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os preços dos combustíveis aumentaram 11,23% no último mês.

Em 10 meses de aumentos consecutivos, a gasolina já ficou 42,39% mais cara, observou Pedro Kislanov, gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE.

A gasolina subiu 11,26% em março, sendo responsável sozinha por 0,60 ponto porcentual da taxa de inflação de 0,93% do mês, item de maior impacto no IPCA.

Também ficaram mais caros o etanol (12,59%) e o óleo diesel (9,05%), contribuindo conjuntamente com mais 0,11 ponto porcentual para o IPCA.

As famílias também pagaram mais pelos pneus (3,27%), seguro de veículo (2,62%), automóveis usados (1,00%) e automóveis novos (0,68%).

Por outro lado, houve recuo no custo do aluguel de veículo (-14,02%) e do transporte por aplicativo (-3,42%). As passagens aéreas tiveram uma queda de 1,96% em março.


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua