Membros de uma gangue invadiram uma delegacia de polícia nos arredores da capital do Haiti na noite de sábado (11), informou à AFP um sindicato policial, enquanto um conselho de transição no governo luta para restabelecer a ordem na nação caribenha devastada pela violência.

A delegacia está localizada na cidade de Gressier, ao sul de Porto Príncipe, disse Lionel Lazarre, do sindicato de policiais haitianos.

Vídeos compartilhados nas redes sociais mostraram civis armados com rifles de assalto dentro do prédio e vários veículos em chamas no estacionamento.

Consultadas pela AFP, as autoridades locais não puderam especificar quantas pessoas ficaram feridas no ataque.

Uma moradora de Gressier, que falou com a AFP sob condição de anonimato, afirmou que os combates duraram várias horas e que a polícia teve que se retirar diante “do poder de ataque dos bandidos”.

Os moradores locais foram obrigados a fugir de suas casas pela manhã devido à violência, indicou a mulher.

O Haiti está sem presidente desde o assassinato de Jovenel Moise em 2021, e não tem um parlamento em funcionamento. Sua última eleição foi em 2016 e o novo conselho de transição ainda luta para impor sua autoridade.

O país é assolado há décadas pela violência das gangues, que piorou nos últimos meses, com gangues atacando o aeroporto da capital, prisões, delegacias de polícia e outros alvos estratégicos.

Outro sindicato policial, o SPNH-17, disse em comunicado nas redes sociais que as gangues agora controlam 25 delegacias e postos de polícia no país.

str/cjc/md/bbk/gv/dg/ms/ic