Edição nº2551 09/11 Ver edições anteriores

Futuro à vista

Divulgação

A confirmação da sentença condenando Lula em segunda instância, ponto culminante da atuação de Sérgio Moro à frente da 13ª Vara Federal de Curitiba, inicia a contagem regressiva do juiz rumo a novos horizontes. São três suas opções: trocar de posto com outro juiz federal do mesmo nível, ser promovido ou gozar licença, que pode chegar até dois anos, no exterior. Alguns amigos dizem que a última hipótese tem sido bastante considerada.

Eleições 2018
Quem julga

O PT tem parecer jurídico com nove hipóteses para Lula concorrer em outubro, mesmo com pena para 12 anos e um mês de detenção nas costas. Todas as variáveis consideram a lentidão no exame de recursos pela Justiça eleitoral. A composição do TSE será vital para o ex-presidente. Vide o caso de Paulo Maluf. Em 2014, condenado em segunda instância ficou inelegível por 4×3. Recorreu em meio a um troca-troca de ministros. No novo julgamento ganhou por 4×3 – mesmo com o voto contrário da ministra relatora Luciana Lóssio.

Mais Eleições 2018
Aliás…

… razoável supor que os últimos recursos de Lula serão apreciados depois de 15 de agosto, quando o TSE estará sob a regência de Rosa Weber. A ministra chefiou Sérgio Moro. Ele foi juiz auxiliar em seu gabinete no STF, por cerca de um ano, na época do Mensalão do PT (2012). Teori Zavascki sugeriu o nome de Moro para Weber.

Petrobras
Prata da Casa

“Ainda estamos na metade do pântano”. A frase é de uma autoridade que atua na apuração de crimes cometidos na Petrobras na era petista. Esgotado o elenco de grandes tubarões, as investigações, agora, atingem funcionários de segundo escalão, como ex-gerentes. A área de marketing da estatal aparece com destaque no lamaçal.

Justiça
Nudez na sessão

Em sua primeira reunião esse ano, dia 5, o Conselho Nacional do Ministério Público avaliará a atuação do MP paulista na polêmica performance de Wagner Schwartz, no MAM, em setembro passado, na qual uma criança acompanhada da mãe tocava os pés do artista, que estava nu. À época, o promotor Eduardo Dias instaurou inquérito, solicitou ao YouTube e ao Facebook que retirassem as imagens de crianças e adolescentes da mostra, além de pedir ao Ministério da Justiça e ao museu pareceres sobre o critério de classificação indicativa para o evento, que abriu o 35º Panorama de Arte Brasileira.

Lula
Cascata

Divulgação

Na quarta-feira 24, quando Lula foi condenado pelo TRF-4, a agenda de Fernando Pimentel no site oficial do governo mineiro revelava o seu compromisso único: “despachos internos”. Como Belo Horizonte onde deveria trabalhar está a 600km de São Bernardo do Campo, se não era um sósia dele todo o tempo ao lado do ex-presidente no Sindicato dos Metalúrgicos do Grande ABC, a indignação de muitos mineiros têm lá a sua razão. Outros dois governadores petistas também se mandaram de seus respectivos estados em dia útil para dar “colo” a Lula: Wellington Dias (PI) e Tião Viana (AC).

OEA
Fez as malas

No apagar das luzes de 2017, Ideli Salvati saiu da OEA. Um novo secretário já assessora o chefão da entidade Luis Almagro. Por três vezes ministra de Dilma Rousseff, a presença da petista em Washington nunca foi bem vista pelo Itamaraty, na gestão Michel Temer. Apesar disso, o Brasil teve um gesto de boa vontade para com a organização, em dezembro: pagou faturas em atraso. Ficou em aberto só a cota de US$ 9 milhões, de 2018.

Saúde
Vacilo oficial

Felipe Dana

A Organização Mundial da Saúde recomenda a estratégia de fracionar (1/5) a dose da vacina contra a febre amarela quando há um surto e o estoque do produto não é suficiente. Tudo ao contrário do que diz o ministro Ricardo Barros, em meio ao crescimento diário nos números de contaminação e mortes pela doença. O maior exemplo de incompetência do ministério está na falta de planejamento: diante do surto de 2017, a Pasta não encomendou mais vacinas a Fiocruz. Não à toa, a OMS envia equipe ao Brasil nesta segunda-feira 29, para acompanhar o fracionamento do produto, a crise e o pânico da população com a demora na imunização.

PT
Parada estratégica

A terceira etapa da caravana “Lula pelo Brasil”, para depois do Carnaval, pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná terá apelo simbólico em solo gaúcho. Um grande palco vai ser montado em São Borja, cidade natal de Getúlio Vargas, ex-presidente que o petista considera um dos alvos da direita ao longo da história do País.

 

Medicina
Papo reto

Você deve ou não lavar as roupas novas do bebê antes de usar pela primeira vez? Esta e outras dúvidas terão resposta no site www.pediatriaparafamilias.com.br, que a Sociedade Brasileira de Pediatria lança nesta segunda-feira 29. A plataforma traz conteúdo original sobre prevenção às crianças, com linguagem simples. Os autores dos textos são alguns dos maiores pediatras do País.

Piratas
Pilhagem no Rio

Largada às traças – enquanto o processo para leiloar o imóvel patina na burocracia judicial – a mansão de Sérgio Cabral em Mangaratiba, no litoral Fluminense, foi “visitada” por desconhecidos que chegaram à praia em dois barcos, na madrugada de terça-feira 16. Pescadores que viram a cena dizem que o grupo retirou vários objetos da casa e sumiu na escuridão.

Anistia
Nova etapa

Ainda em 2018 o Brasil poderá abrir um novo prazo para repatriação de recursos não declarados à Receita Federal. Inclusive a FIESP estuda pedir ao governo federal outra anistia a crimes fiscais. Para a União a medida é sempre boa fonte de renda, como ocorreu em 2016. Durante anos, com medo da instabilidade política e econômica, muitos brasileiros enviaram dinheiro para o exterior e adquiriram bens que ficaram longe dos olhos do fisco. Seria uma nova oportunidade para regularizar o patrimônio e pagar os impostos.

Oratória
Flor do Lácio

Michel Temer caminha a passos largos para rivalizar com Dilma Rousseff na produção de discursos caricatos. Na quarta-feira 24 ele divulgou no seu twitter um vídeo comemorativo do Dia do Aposentado. Ao defender a Reforma da Previdência, citou as crises enfrentadas nessa área pela Grécia, Portugal “e outros espaços universais”. Os marcianos estão até agora tentando entender a quem Sua Excelência se referiu.

Dia D
Nem viu

Fundador do PT e um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, o jurista e ex-deputado Helio Bicudo não acompanhou o julgamento de Lula. Ficou longe da TV o tempo todo. Aliás, por recomendação médica, na manhã de quarta-feira 24, até caminhou em um clube perto de sua casa. Há dias Bicudo, 95 anos, sofreu uma queda em casa, mas sem aparente maiores conseqüências.

Lava Jato
Tem (muito) mais

Das 16 empreiteiras que formavam o cartel original investigado pela Lava Jato, apenas nove foram denunciadas até agora. Mas o bloco vai aumentar. E será reforçado por outras, menores, que atuaram como subcontratadas nas mesmas obras suspeitas. No total, o número de empresas na alça de mira dos investigadores chega a 23.

Carnaval
Saborosa festa

De uns tempos para cá, as feijoadas de carnaval passaram a marcar os dias do reinado de Momo no Rio de Janeiro e em São Paulo. E tal como nos desfiles das grandes escolas, em tais ocasiões há sempre uma musa. Além de embelezar a Mangueira no sambódromo carioca desde 2010 (e a paulista Águia de Ouro no ano passado), a atriz Renata Santos será destaque na feijoada do hotel Windsor, na Barra da Tijuca (ao som da bateria da verde e rosa, naturalmente), neste sábado 27 e no dia 10/2. Bem humorada, ela diz que seu maior desafio será manter o regime diante das fumegantes panelas com o produto, em meio a muitas iguarias. A vida de musa não é mesmo fácil.


Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.