Esportes

Futebol de 5 bate Turquia e segue invicto em Paralimpíadas; goalball faz 12 a 2

A seleção brasileira de futebol 5, para atletas com deficiência visual, segue invicta em Paralimpíadas. Desde que a modalidade foi criada nos Jogos de Atenas-2004, na Grécia, o Brasil nunca perdeu e desta vez não foi diferente. Ao contrário da estreia, quando teve de virar sobre o Marrocos por 3 a 1, os brasileiros venceram a Turquia com tranquilidade por 2 a 0 – gols de Ricardinho e Cássio (em cobrança de pênalti) -, neste domingo, pela segunda rodada do Grupo A da Paralimpíada do Rio-2016.

Com seis pontos, o Brasil já está classificado antecipadamente às semifinais. Na terceira e última rodada, nesta terça-feira, às 9 horas, a seleção enfrenta o Irã, na Quadra 1 do Centro Olímpico de Tênis, que foi adaptada para receber o piso do futebol de 5. No Grupo B, ainda indefinido, estão Argentina, China, México e Espanha. Em Londres-2012, o Brasil foi ouro ao vencer a França, que nem se classificou para o Rio-2016.

No basquete de cadeiras de rodas, o time masculino do Brasil se recuperou da derrota de sábado para a Grã-Bretanha. Neste domingo, novamente com a arquibancada lotada da Arena Carioca 1, os brasileiros derrotaram com facilidade o Irã por 73 a 50, pela quarta rodada do Grupo B.

O próximo compromisso do Brasil ainda pela fase de grupos será diante da Alemanha, nesta segunda-feira, às 21h45, na Arena Olímpica do Rio. A seleção nacional tem duas vitórias e duas derrotas.

No goalball, esporte jogado por pessoas com deficiência visual, o Brasil teve uma vitória esmagadora com os homens neste domingo. A seleção nacional fez 12 a 2 na Argélia e ganhou a segunda em dois jogos na Paralimpíada do Rio-2016.

Já o tênis em cadeira de rodas do Brasil encerrou neste domingo a participação nos Jogos Paralímpicos com grande evolução em comparação a edições anteriores, mesmo sem ganhar qualquer medalha, e fechou este ciclo com marcas importantes como o aumento na participação feminina e na categoria Quad.

A pernambucana Natalia Mayara, que se tornou a primeira atleta brasileira do tênis em cadeira de rodas a participar de uma Paralimpíada em Londres-2012, se tornou no Rio-2016 a primeira brasileira a vencer uma partida e teve chances contra uma das principais favoritas, a britânica Jordanna Whiley, cabeça de chave 3.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel