Geral

Funcionário de posto é flagrado injetando agulha sem aplicar dose contra Covid-19 em idosa

Crédito: Reprodução

A família de Zélia Nascimento de Souza, de 71 anos, flagrou um funcionário do posto de saúde fingindo que aplicava a segunda dose da vacina contra a Covid-19 na idosa. O homem colocou a agulha no braço da pensionista, mas retirou o dispositivo sem aplicar o imunizante. O caso aconteceu em Vitória, no Espírito Santo.

Amanda Nascimento, de 23 anos, levou a avó para ser vacinada e filmou a situação. No conteúdo registrado pela jovem, é possível ver o vacinador colocando a agulha da seringa com o líquido imunizante no braço da idosa, mas não empurrou o êmbolo e retirou a agulha como se tivesse aplicado a dose.

Quando estavam saindo da unidade de saúde, Amanda resolveu ver o vídeo e encontrou a irregularidade. “Na hora, eu não percebi que ele não tinha apertado. Depois que descobri, levei o vídeo até aos funcionários do posto e fomos à lixeira, onde vimos a seringa com a dose. O vacinador reconheceu o erro e pediu desculpas. Depois aplicaram uma dose corretamente”, explicou.

Jerri Adriani Nascimento, de 44 anos, filho de Zélia, afirmou que a situação serviu de alerta para a família e também para quem ainda precisa receber a vacina. “Se minha sobrinha não tivesse observado e filmado, minha mãe não estaria imunizada. Sugiro que todos fiquem atentos com situações assim. Infelizmente, fica uma desconfiança para quem também foi vacinado por este profissional, se ele aplicou ou não. Deixo esse alerta para todos que ainda vão tomar as doses”, disse.

A Secretaria de Saúde de Vitória lamentou o episódio e informou que a direção da unidade de saúde, assim que tomou conhecimento da situação, providenciou a efetivação da vacinação para a idosa.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



Em seu comunicado, o órgão ainda revelou que o profissional foi afastado do posto de trabalho, de forma preventiva, e que será aberto um procedimento administrativo para averiguação dos fatos, podendo até mesmo levar à demissão do servidor.

A pasta finalizou a nota dizendo que repudia este tipo de conduta e preza pela atenção e profissionalismo dos servidores atuantes nos serviços de saúde, sobretudo profissionais que fazem parte da campanha de Vacinação contra a Covid-19.

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS