Mundo

‘Fuga de cérebros’ custa 14 bilhões de euros ao ano à Itália

ROMA, 16 JUL (ANSA) – A “fuga de cérebros” custa cerca de 14 bilhões de euros por ano à Itália, o equivalente a 1% de seu Produto Interno Bruto (PIB), segundo estimativas divulgadas nesta terça-feira (16) pelo ministro da Economia Giovanni Tria.   

Convivendo com taxas de desemprego elevadas há mais de uma década, o país enfrenta dificuldades para segurar jovens formados, que frequentemente buscam oportunidades fora das fronteiras italianas.   

“Estamos desperdiçando talentos e recursos, basta pensar que a fuga de cérebros ao exterior faz a Itália perder cerca de 14 bilhões de euros ao ano”, disse Tria durante um evento sobre economia digital em Roma.   

A taxa de desemprego no país é de 9,9%, após mais de sete anos acima dos 10%, porém entre os jovens de 15 a 24 anos está em 30,5%. (ANSA)

+ Exclusivo: como Prost fez Senna perder o contrato com a Ferrari

Veja também

+ Marco Pigossi sobre reprise da novela Fina Estampa: “Tinha que ser proibida de ser reprisada”

+ Avó de Michelle Bolsonaro morre após 1 mês internada com covid-19

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?