Economia

França: Primeiro-ministro admite negociar idade mínima de aposentadoria

O primeiro-ministro francês, Edouard Philipe, informou os sindicatos que organizam uma greve no sistema ferroviário, por causa da reforma previdenciária, que está aberto a recuar em uma das propostas mais controversas: elevar a idade mínima de aposentadoria para 64 anos.

Philippe escreveu aos sindicatos neste sábado, um dia depois que o governo francês e os representantes trabalhistas se envolveram em negociações que pareciam ter chegado a um impasse, após mais de um mês de greves e protestos.

A carta de Philippe diz que o plano para aumentar a idade de elegibilidade para aposentadoria completa de 62 para 64 – o principal ponto de discórdia dos sindicatos – estava aberto à negociação. Foi a primeira vez que o governo francês indicou abertamente alguma abertura na questão da idade da aposentadoria, na esperança de acabar com as greves.

No entanto, Philippe disse que qualquer compromisso depende de acertar compensações para o sistema previdenciário da França, que registra um número recorde de pessoas com mais de 90 anos. Fonte: Associated Press.

Veja também

+ Gafanhotos: Bahia enfrenta nuvem de insetos
+ A história da Rural e da picape F-75, avós dos SUVs brasileiros
+ 5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
+ Hackers brasileiros roubaram dados de clientes em 12 bancos
+ Jovem pede delivery e encontra dedo humano em esfirra
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Veja 7 incríveis casas na natureza para sonhar
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior