Mundo

França e Alemanha tentam melhorar o clima na Otan após críticas de Macron

França e Alemanha tentam melhorar o clima na Otan após críticas de Macron

Secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg (c), dialoga com ministros das Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le Drian (izq), e Alemanha, Heiko Maas, em 20 de novembro de 2019 em Bruxelas - AFP

Alemanha e França apresentaram propostas nesta quarta-feira para criar um comitê de especialistas com o objetivo de discutir a reforma da Otan, na tentativa de melhorar o clima na instituição depois que o presidente francês Emmanuel Macron disse que a aliança estava “com morte cerebral”.

“A Otan é o seguro de vida da Europa, queremos que continue assim”, disse o chefe da diplomacia alemã, Heiko Maas, ao chegar a uma reunião com os colegas da Aliança, a quem apresentou sua proposta.

O comitê de especialistas proposto por Berlim seria presidido pelo secretário geral da Aliança, Jens Stoltenberg, e seu objetivo seria responder aos desafios futuros por meio de uma maior coordenação entre os aliados, depois que Macron chocou os membros da Aliança ao afirmar que a Otan estava em “morte cerebral”.

A solução para o líder da França é esclarecer seus “objetivos estratégicos”, defendendo que a defesa europeia seja “mais autônoma”.

Stoltenberg alertou na terça-feira que a União Europeia (UE) não pode substituir a Aliança e anunciou que viajaria a Paris na próxima semana com a intenção de “entender completamente” as críticas de Macron.