Economia

Forte queda do PIB de Singapura, sinal ruim para a economia mundial

Forte queda do PIB de Singapura, sinal ruim para a economia mundial

A economia de Singapura é frequentemente a primeira a dar sinais de fragilidade em uma crise, mas também a primeira a registrar recuperação - AFP/Arquivos

O Produto Interno Bruto (PIB) de Singapura registrou contração de 2,2% em ritmo anual no primeiro trimestre devido à pandemia do novo coronavírus, o pior resultado desde a crise financeira de 2008 deste indicador chave na Ásia, de acordo com as estatísticas publicadas nesta quinta-feira.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Na comparação com o trimestre anterior, a economia de Singapura recuou 10,6%, anunciou o ministério do Comércio.

A economia de Singapura é frequentemente a primeira a dar sinais de fragilidade em uma crise, mas também a primeira a registrar recuperação.

Os confinamentos e outras medidas para evitar a propagação do novo coronavírus impostas por muitos países abalaram a economia mundial, que pode afundar em um longo período de recessão, alertam os analistas.

E a cidade-estado, que é uma plataforma aérea, um eixo comercial e um centro financeiro chave na Ásia, parece ser uma das primeiras a sofrer quando o comércio mundial paralisa. Antes da pandemia, Singapura sofreu o golpe da guerra comercial entre Estados Unidos e China.

Os dados do primeiro trimestres de Singapura representam a pior contração desde 2009, em plena crise financeira mundial, quando o país do sudeste asiático registrou sua última recessão. O ministério do Comércio revisou a projeção de queda anual do PIB para algo entre 1% e 4% (antes calculava um resultado entre -0,5% e -1,5%).

O ministério destaca um “grau de incerteza importante” sobre a gravidade e a duração da epidemia, mas considera provável o aumento do nível de risco.

Os dados trimestrais do PIB são estimativas que o governo pode ser obrigado a atualizar.

Singapura adotou medidas drásticas para conter o vírus, proibindo o acesso ao território e aos não residentes, inclusive para o tráfego aéreo, esta semana.

A cidade-estado registra 631 casos de pessoas infectadas pela COVID-19, incluindo duas mortes.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ Nova Honda CB125F 2021 com consumo recorde de 67 km/l

+ Motoqueiro entrega pizza no estúdio do MasterChef Brasil de hoje (22)

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea