Meio Ambiente

Fogo em lixão de pneus na Espanha demorará 10 dias para ser apagado


Serão necessários cerca de dez dias para apagar o incêndio em um enorme lixão de pneus ao sul de Madri declarado na semana passada, afirmaram na segunda-feira as autoridades regionais.

O governo de Castilla-La Macha “calcula que quando o incêndio estiver totalmente extinto (em uma semana ou dez dias) haverá 30.000 toneladas de pneus aptos para serem tratados e reutilizados no lixão ilegal de Seseña-Valdemoro”, segundo um comunicado.

O incêndio começou na madrugada de sexta-feira neste que é, segundo a imprensa espanhola, o maior lixão do país, com uma superfície de dez hectares, o que equivale a 14 campos de futebol.

Cerca de 10.000 moradores tiveram que deixar o local, 50 km ao sul de Madri, devido a uma enorme coluna de fumaça preta que se formou sobre o lixão, mas puderam regressar às suas casas no sábado.

O lixão fica entre dois municípios, Seseña e Valdemoro, e duas regiões, a de Madri e a de Castilla-La Mancha.


+ Homem que vivia ‘casado’ com a própria filha é preso após polícia investigar agressão contra criança
+ Família de Schumacher coloca mansão à venda por R$ 400 milhões
+ Pão de Queijo: faça uma das receitas mais gostosas do Brasil



O responsável de Meio Ambiente de Castilla-La Mancha, Francisco Martinez, se mostrou otimista em uma coletiva de imprensa com o seu homólogo de Madri.

“A situação é de tranquilidade neste momento, o incêndio está sob controle e estamos concentrados na questão da qualidade do ar”, afirmou Martinez, segundo o comunicado.

O funcionário indicou, ainda, que o fogo provavelmente teve origem criminosa – teoria já mencionada pelo prefeito de Seseña na semana passada -, indicando que as fortes chuvas dos últimos 15 dias e a consequente umidade do terreno diminuem a possibilidade de incêndios acidentais.

Os pneus são difíceis de destruir e sua degradação natural pode durar séculos, segundo a ONG Ecologistas em Ação. Os incêndios de pneus também são complicados de controlar e pode-se demorar meses ou até mesmo anos para apagá-los, informou a organização.

Na semana passada, a Comissão Europeia pediu explicações ao governo espanhol sobre os lixões irregulares no seu território.

laf/mr/me/eg/db/cc

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS