Economia

FMI: staff e Equador chegam a acordo sobre pacote de ajuda de US$ 6,5 bi

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informa que chegou a um acordo no nível do staff sobre um pacote de ajuda ao Equador, que deverá agora ser avaliado e aprovado pelo conselho da instituição. “O staff do FMI e autoridades equatorianas chegaram a um acordo para apoiar as políticas econômicas do Equador, com um arranjo de 27 meses”, de cerca de US$ 6,5 bilhões.

O FMI diz em comunicado que a intenção é apoiar a população local e restaurar a estabilidade macroeconômica do país.

O Fundo afirma que a economia equatoriana já estava frágil, mas foi prejudicada por uma confluência de choques, como a pandemia da covid-19 e um forte recuo nos preços do petróleo.

A expectativa é de contração de 11% do Equador em 2020, com aumento da pobreza, destaca o Fundo.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ 6 fotos em que o design de interiores do banheiro foi um fracasso total. Confira!
+ Ex-jogadora de futebol, Madelene Wright, começa a vender fotos sensuais após ser demitida do time
+Iveco fornecerá 1.048 caminhões blindados 8×8 ao Exército Alemão
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!
+ Boletim médico de apresentador da RedeTV! indica novo sangramento no cérebro
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

acordo Equador FMI