Economia

FMI precisa analisar relatório sobre diretora-gerente, diz França


PARIS (Reuters) – O comitê de ética e a diretoria do Fundo Monetário Internacional precisam examinar o relatório alegando que sua chefe, Kristalina Georgieva, aplicou pressão em favor da China sobre autoridades enquanto estava no Banco Mundial, disse uma fonte do Ministério das Finanças francês nesta sexta-feira.

“É um assunto grave. O relatório independente não é um julgamento e o comitê de ética e a diretoria do FMI precisam estudar o relatório, ouvir a diretora-gerente e apresentar suas conclusões”, afirmou a fonte.

“É nesta base que a França será capaz de avaliar totalmente a situação”, disse a fonte em reação ao relatório.

Georgieva declarou que discorda “fundamentalmente das conclusões e interpretações” do relatório e deu informações ao conselho executivo do FMI sobre a questão.

(Reportagem de Leigh Thomas)

Saiba mais
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio