Esportes

Fluminense acerta renovação de contrato de Matheus Ferraz até junho de 2022

A diretoria do Fluminense acertou a renovação de contrato com o zagueiro Matheus Ferraz. Um dos líderes do elenco tricolor, o jogador teve o seu vínculo estendido para junho de 2022 – a informação já consta no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF -, quando há a possibilidade de se aposentar do futebol profissional. O antigo compromisso do defensor de 35 anos tinha validade até dezembro deste ano.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

O Fluminense vê Matheus Ferraz já identificado com a equipe desde que foi contratado no início de 2019. No final do ano passado, ele já havia estendido o vínculo até dezembro de 2020 e com o prolongamento do Campeonato Brasileiro até fevereiro de 2021, por conta da pandemia do novo coronavírus, a diretoria decidiu dar um período mais longo ao jogador.

Em duas temporadas, Matheus Ferraz tem 44 jogos com a camisa do Fluminense e três gols marcados. Ele sofreu grave lesão no final do ano passado, mas se recuperou e assumiu a titularidade ao lado de Nino. Neste momento, porém, está no departamento médico com lesão muscular e não vai participar da estreia no Brasileirão contra o Grêmio, neste domingo, em Porto Alegre.

NO TRIBUNAL – O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, foi denunciado pela procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) em razão das críticas feitas à Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) e ao próprio tribunal pela polêmica a respeito da transmissão da final da Taça Rio – o segundo turno do Campeonato Carioca – contra o Flamengo, no episódio que ficou conhecido como “GatoFerj”. A sessão foi marcada para o próximo dia 14.

O dirigente foi denunciado nos artigos 258, 258-D, 243-F e 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Os artigos se referem a “conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”, “ofender alguém em sua honra”, e “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

Caso as punições sejam cumulativas, Mário Bittencourt pode ser condenado a até 630 dias de suspensão e multa de R$ 100,00 até R$ 200 mil. O Fluminense também pode receber uma multa de até R$ 10 mil em razão da acusação ao presidente da Ferj, Rubens Lopes.

Veja também

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Com maiô cavado, Scheila Carvalho ostenta corpo musculoso aos 47 anos

+ A Fazenda 2020: Peões ficarão 24 horas sem água encanada devido a punição por drink de álcool em gel

+ Aprenda a preparar o Chevette, drinque que virou febre em SP

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea