Geral

Flordelis fez ensaio romântico com Anderson três dias antes do assassinato

Crédito: Reprodução/ Instagram

A deputada federal Flordelis e o pastor Anderson do Carmo fizeram um ensaio fotográfico romântico três dias antes de Anderson ser assassinado. Nesta semana, o inquérito da Polícia Civil conclui que Flordelis foi a mandante do crime ocorrido no dia 16 de junho de 2019. As informações são do jornal Extra.

O produtor e editor de moda Marco Antônio Ferraz foi quem produziu as fotos. “Nunca vi nada que me provasse que eles não se amavam. Convivi com a família. Sei o nome de cada um dos 55 filhos. Tudo isso é muito chocante. Mas acredito nas investigações”, disse Ferraz ao Extra.

No dia da sessão de fotos, a deputada e o marido posaram juntos e abraçados em frente a Alerj, no Centro do Rio. Segundo testemunhas ouvidas pelo Extra, os dois estavam felizes e não tinha clima de desavença entre eles.

De acordo com Ferraz, ele conviveu de perto com a deputada e frequentava sua casa em Niterói. Ele também dirigiu o documentárioFlordelis — Basta uma palavra para mudar”.

Durante a entrevista ao Extra, o produtor contou que Flordelis só comentou a morte do pastor com ele uma vez. “Apenas uma vez, na casa dela, para um outro trabalho, a Flor me viu parado na porta e disse: ‘ele morreu bem aí onde você está’. E foi muito fria. Não estranhei. Era difícil saber o que ela sentia ou pensava. Era assim também nas ações para salvar gente das mãos de bandidos. Sempre muito racional”, descreveu ao Extra.

Ainda conforme Ferraz, ele estranhou a reação de Flordelis no enterro de Anderson. “Ela se debruçou, se jogou no chão… Não era de fazer isso. Detestava ficar amassada, não gostava de se sujar. Aquilo foi esquisito”.