Geral

Flordelis admite que sabia de plano para matar pastor Anderson

Crédito: Reprodução

A deputada federal Flordelis dos Santos admitiu que sabia da existência de um plano dentro de sua casa para matar seu marido, o pastor Anderson do Carmo. As declarações foram dadas durante seu interrogatório na audiência desta sexta-feira (18). As informações são do jornal Extra.

De acordo com Flordelis, um dos seus filhos adotivos, Lucas dos Santos, mostrou a ela uma mensagem de texto que havia recebido por meio do celular da pastora. Na mensagem, havia um pedido para que ele matasse Anderson. A parlamentar alegou que a mensagem foi enviada por Marzy, uma de suas filhas afetivas, e afirmou que todos na casa tinham acesso ao celular dela.

Flordelis alega também que informou o marido sobre o que havia ocorrido. No entanto, não soube dizer em que data isso ocorreu. “A primeira pessoa que mostrou essa mensagem ao meu marido foi eu. Pedi para ir a uma delegacia. Ele sentou comigo e falou que ele resolveria, pois não queria exposição com o nome dele”, disse a deputada na audiência.

Ainda conforme o depoimento de Flordelis, Anderson teria conversado com Marzy e eles esclareceram o ocorrido. A filha afetiva teria admitido ter ficado com raiva porque vinha sendo castigada por Anderson após acusações de que ela teria roubado parte do dinheiro da casa.

Lucas e Marzy estão presos

No ano passado, em depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, Marzy admitiu ter enviado a mensagem a Lucas, mas afirmou que a mãe tinha conhecimento de seu plano. Tanto Marzy como Lucas estão presos acusados de envolvimento na morte do pastor.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Já a deputada negou qualquer envolvimento com a morte ou o plano para matar o marido. “Matar meu marido seria destruir minha própria vida. Depois de Deus e de minha mãe, ele era a pessoa mais importante da minha vida. Matá-lo foi quebrar minhas pernas, meus braços. Quem fez isso, quero que seja encontrado. Faço um apelo ao Ministério Público. Que encontre os culpados. Não mataram só meu marido. Parte de mim também morreu”, disse.

Após problemas no microfone, o depoimento foi interrompido. A juíza determinou pausa de uma hora para o almoço e para tentar resolver o problema. Por determinação da juíza, Flordelis não pode deixar o fórum e vai almoçar no local.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!
+ 6 fotos em que o design de interiores do banheiro foi um fracasso total. Confira!
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel