Cultura

Flipei Pirata e Festa Literária da Mantiqueira recebem autores online


Livros, literatura, pandemia, crise climática, racismo, feminismo, censura, democracia e política. Tudo é assunto para os debates que vão reunir autores e leitores a partir desta quinta-feira, 18, em dois festivais literários online: a Festa Literária Internacional da Mantiqueira (Flima) e a Festa Literária Pirata das Editoras Independentes (Flipei). O primeiro seria realizado em Santo Antônio do Pinhal, e se a pandemia melhorar até agosto é possível que haja uma segunda edição neste ano, híbrida, no começo do segundo semestre. Já a Flipei estacionaria o ‘barco pirata’ na margem esquerda do rio Perequê-açu, em Paraty, durante a Flip.

Uma das novidades da Flipei este ano é a programação para crianças. O ciclo de pocket shows Pestinhas e Nenéns recebe artistas como Fera Neném, Mundo a Flora, Estúdios Xarabemba e Nina Neder. E, de Paraty, será transmitida a programação Rebelião Caiçara, com Bonifrate, Nega Pisô, Cirandeiros de Parati e Companhia Biwã de Teatro.

Serão, ao todo, entre esta quinta, 18, e o dia 28, 56 horas de programação virtual – entre conferências, bate-papos, apresentações musicais e uma feira de livro com a participação de 103 editoras independentes. O tema deste ano é Livros e Comunas Para Novos Futuros e o evento relembra os 150 anos da Comuna de Paris.

Entre os convidados brasileiros e estrangeiros estão Rita Von Hunty, Padre Júlio Lancellotti, Preta Ferreira, Vladimir Safatle, Paulo Galo, Jones Manoel, Chico César, Acácio Augusto, Jean Tible, Raquel Rolnik, Sérgio Amadeu, Leoni, Kaká Werá, Rubens Casara, Orlando Calheiros, Ava Rocha, Douglas Barros, Dani Mussi, Slam da Guilhermina, Cabaré Feminista, Kristin Ross, Daniel Cohen, Atilio Borón, Mark Bray, Peter Gelderloos, Julieta Paredes e Toumani Kouyaté.

A Flipei é organizada pela Autonomia Literária e será transmitida pelo canal da editora no YouTube. A programação completa da Flipei pode ser conferida no site do festival.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



Festa Literária Internacional da Mantiqueira

Também criada em 2018, a Festa Literária Internacional da Mantiqueira (Flima), uma iniciativa independente idealizada após o fim do Festival da Mantiqueira, será aberta nesta quinta-feira, 18, às 17 horas, com uma conversa entre José Eduardo Agualusa e Gregório Duvivier com o tema Imaginável mundo novo: Literatura e a fabricação da realidade. Na sequência, às 19h, Flavia Rios conversa com Adriana Ferreira sobre a atualidade de Lélia Gonzalez, uma das principais intelectuais do País e nome fundamental dos movimentos negro e feminista.

A Flima, que terá 10 mesas e 3 saraus até domingo, 21, presta homenagem a Lygia Fagundes Telles este ano, e a obra da autora de 95 anos será debatida em diversos momentos do evento. No sábado, às 21 horas, a soprano Juliana Starling fará a leitura de um conto inédito de Lygia, A Espera (ele está disponível para download no site). Em seguida, acompanhada pela a harpista Soledad Yaya, ela fará o recital Recordas Elas: Compositoras Brasileiras.

Entre os convidados da Festa Literária Internacional da Mantiqueira estão Ryane Leão, Giovanna Madalosso, Natalia Timerman, Letrux, Antônio Xerxenesky, Fido Nesti, Maria José Silveira, Sheyla Smanioto, Tatiana Salem Levy, Ricardo Lísias, Michel Laub, Bruno Paes Manso, Márcia Wayna Kambeba, o filósofo romeno Costica Bradatan e o geógrafo norueguês Torkjell Leira.

Já a Fliminha contará com quatro oficinas, cinco encontros, um espetáculo e 23 convidados. Algumas das atrações são para os pequenos leitores, mas a maioria é voltada para educadores e mediadores de leitura.

Nesta quinta, 18, às 14h, a mesa Será que dá para comprar um poeta?, voltada para educadores e mediadores de leitura, vai reunir o português Afonso Cruz, autor de Vamos Comprar um Poeta, e os poetas Edimilson de Almeida Pereira e Geruza Zelnys em um diálogo sobre os lugares da criação poética na sociedade contemporânea e suas relações com a infância.

No sábado, 20, às 11h30, espectadores de todas as idades vão poder acompanhar o espetáculo A criança mais velha do mundo, baseado em livro de Marcelo Romagnoli, com a Banda Mirim. Com projeções e música, a atração conta a história de Magnólia, uma menina de 6 anos que sai de viagem com o pai rumo ao aniversário da prima, fora da cidade. Enquanto isso, uma senhora também está se arrumando para a festa dos 90 anos de sua melhor amiga.

Haverá ainda conversas sobre questões de gênero na literatura para a infância, no dia 19, às 14 horas, com Amara Moira, Pri Ferrari e Sara Bertrand, e sobre presenças negras nos livros para crianças no dia, dia 20, também às 14 horas, com Aju Paraguassu e Bianca Santana.

A programação completa da Flima pode ser conferida no site do evento e as transmissões serão feitas pelo canal da Flima no YouTube ou Zoom, no caso das oficinas.

Veja também

+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS