Farol ISTOÉ

Flávio Bolsonaro e a falta do que fazer

Crédito:  Marcos Oliveira/Agência Senado

Senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) (Crédito: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Proposta do senador Flávio Bolsonaro, que pelo jeito está sem serviço no Congresso: transgressor da lei que morrer nas mãos de um policial, que assim agir em legítima defesa de si ou de terceiros, não mais deverá ser classificado como morto pela polícia mas, sim, como “suicídio por policial”.

Com isso cai o índice de letalidade da polícia nos confrontos.

Ou seja, introduzimos a figura do suicidado.