Geral

Flamengo x Grêmio, no Maracanã, terá medidas excepcionais de segurança

A semifinal da Taça Libertadores da América entre Flamengo e Grêmio será disputada hoje (23) no estádio  do Maracanã sob um esquema excepcional de segurança, acertado entre órgãos públicos, os clubes e a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro.

O jogo será às 21h30 e foi considerado “bandeira vermelha”, o nível mais elevado de risco na escala elaborada para orientar os preparativos para partidas no estádio.

O protocolo de segurança foi iniciado no jogo Flamengo x Palmeiras, no dia 1º de setembro, e inclui as bandeiras verde, amarela, laranja e vermelha, indo do menor para o maior grau de risco. A partida de estreia do sistema também recebeu bandeira vermelha na classificação de risco, e a de hoje é a segunda a atingir o grau máximo na escala.

A semifinal desta quarta-feira decidirá qual dos dois times brasileiros vai disputar a final da competição continental contra o River Plate, no dia 23 de novembro, em Santiago do Chile. No primeiro jogo, em Porto Alegre, Flamengo e Grêmio empataram em 1×1.

O Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios da Polícia Militar (Bepe/Pmerj) atuará hoje com 800 policiais nas partes interna e externa do estádio e na escolta das delegações e da arbitragem, segundo a PM.

A corporação vai destacar ainda efetivos do 6º BPM (Tijuca), do Regimento de Polícia Montada (RPMont) e do Batalhão de Ações com Cães (BAC) para o patrulhamento no entorno do estádio e nas vias de acesso. O Grupamento de Polícia Ferroviária (GPFer) reforçará a segurança nas estações de trens, metrô e barcas.

Interdições

A Guarda Municipal escalou 346 guardas para atuar na partida com foco no ordenamento urbano e controle do trânsito. Também estarão presentes os grupamentos especiais de cães, tático móvel, guardas motociclistas e de operações especiais.

O esquema de segurança incluirá, ainda, o bloqueio do entorno do Maracanã a partir das 18h, o que vai alterar o itinerário de linhas de ônibus que passam pelo local. As interdições incluem vias importantes da Grande Tijuca, como a Avenida Maracanã, nos dois sentidos (entre a Rua São Francisco Xavier e a Rua Mata Machado), e a Radial Oeste, no sentido centro.  

A prefeitura do Rio de Janeiro recomenda que, se possível, os cidadãos antecipem os deslocamentos.

Outra recomendação é a utilização de transporte público para ir e voltar do estádio, já que não haverá local para estacionamento, e reboques atuarão para coibir o estacionamento irregular e garantir a fluidez do tráfego. Desde às 8h da manhã, está proibido estacionar nas imediações do Maracanã, que deve receber mais de 60 mil pessoas.

Invasão é combatida

Uma operação deflagrada ontem (22) pela Polícia Civil desarticulou um grupo de torcedores que combinava invadir o Maracanã para ver Fla x Grêmio. Foram expedidos 27 mandados de prisão temporária e mais de 100 pessoas foram identificadas em um grupo de Whatsapp em que a invasão estava sendo planejada.

Policiais infiltrados no grupo de Whatsapp tiveram acesso a mensagens de áudio e vídeos com ameaças de morte a agentes das forças de segurança e a intenção de praticar roubos, causar danos e constranger torcedores do Grêmio. Além dos mandados de prisão, outras 89 pessoas foram intimadas a prestar esclarecimentos.  

Segundo a Polícia Civil, 22 pessoas foram presas e houve troca de tiros quando os policiais cumpriam um mandado de prisão na favela do Jacarezinho. Uma pessoa morreu e duas foram baleadas, mas não foi confirmado se elas tinham relação com o caso, o que está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital.