Esportes

Flamengo vence (2-1) e elimina Barcelona de Guayaquil na Libertadores

O Flamengo, seriamente afetado pela covid-19 que infectou sete de seus jogadores, não se deixou abalar e ficou mais perto das oitavas de final da Libertadores ao derrotar nesta terça-feira fora de casa por 2 a 1 o Barcelona de Guayaquil, que acabou sendo eliminado do torneio.

Depois do vexame em Quito, onde perdeu por 5 a 0 para o Independiente del Valle na última quinta-feira, o time carioca retomou o caminho da vitória nesta quarta rodada do Grupo A e venceu com gols de Pedro, aos 6 minutos, e do uruguaio Giorgian De Arrascaeta, aos 26.

A equipe equatoriana descontou no início do segundo tempo por meio de Leandro Martínez (48).

– Domínio carioca –

A partida foi disputa com portões fechados horas após um impasse sobre a liberação do estádio Monumental, devido aos vários casos positivos de covid-19.

Autoridades sanitárias do Equador chegaram a interditar o local, mas a prefeitura de Guayaquil acabou autorizando a realização da partida.

Com os times em campo, Pedro, que entrou como titular devido aos vários desfalques no Flamengo, abriu o placar após receber um passe de Gérson que fez uma ótima jogada pela esquerda. Ele chutou rasteiro para o fundo das redes trazendo a tranquilidade que o time rubro-negro precisava.

As investidas do Flamengo aumentavam o perigo e foram exigindo mais trabalho do goleiro do time local, Javier Burrai, que salvou sua equipe em dois chutes de Everton Ribeiro e de Arrascaeta, os mais ousados no ataque.

O time da casa manteve as mesmas deficiências de jogos anteriores: parecia desprovido de ideias, com linhas isoladas e frágil na contenção.

Sentindo-se superior, o Flamengo assumiu o controle das ações e investiu nas jogadas pelas pontas.

E assim veio o segundo gol: desta vez pelo lado direito, Everton Ribeiro superou os zagueiros e tocou para Arrascaeta que estava livre e chutou na saída de Burrai, aos 26 minutos.

Um chute fraco de Byron Castillo e um disparo desviado do paraguaio Cristian Colmán no final do primeiro tempo foram os únicos perigos contra a meta do goleiro César.

– Flamengo administra –

O gol do argentino Martínez, após um passe de Colmán, logo no início da segunda etapa (48) trouxe mais emoção ao jogo.

O gol renovou os ânimos dos ‘canários’ que, com mais ímpeto do que qualidade, começaram a perturbar a área adversária.

Pedro, Gérson, Everton e Arrascaeta poderiam ter liquidado a fatura, mas perderam a oportunidade e o Flamengo começou a sofrer.

O técnico do time anfitrião, o argentino Fabián Bustos, colocou em campo o atacante uruguaio Jonatan Álvez, que com chutes a meia distância assustou César, mas o goleiro segurou o resultado até o final da partida.

Na outra partida do Grupo A, o Junior Barranquilla venceu o Independiente del Valle por 4 a 1 e se manteve na luta pela classificação.

Um hat-trick do veterano atacante Carmelo Valencia (44, 55 e 78) e um gol do ala Fredy Hinestroza (85) acabaram com a campanha perfeita do Independiente, que começou vencendo com um gol do panamenho Gabriel Torres (22).

O Independiente del Valle lidera a chave com 9 pontos, assim como o Flamengo, mas com um melhor saldo de gols que o dos cariocas. Atrás dos dois estão o Junior Barranquilla (6) e o Barcelona (0).

Na quinta rodada, no dia 30 de setembro, o Junior vai receber o Barcelona enquanto o Flamengo joga em casa com o Independiente del Valle.

– Nacional classificado –

No Grupo F, o Nacional do Uruguai se tornou o primeiro classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores-2020, ao derrotar o venezuelano Estudiantes de Mérida por 3 a 1, em partida da quarta rodada.

Thiago Vecino, aos 6 minutos e aos 60, de pênalti, e Renzo Orihuela (27) marcaram os gols do time de Montevidéu, enquanto Ronaldo Rivas fez o gol do time da casa nos acréscimos do primeiro tempo.

Com 12 pontos, o Nacional lidera com uma campanha 100%. O Racing da Argentina vem atrás com seis pontos antes do confronto que será disputado nesta quarta-feira contra o Alianza Lima, lanterna, sem pontuar. O Estudiantes de Mérida segue com 3 pontos na terceira posição, que classifica para a segunda fase da Copa Sul-Americana.

Pelo Grupo B, o Bolívar empatou em 1 a 1 em sua visita a Buenos Aires contra o Tigre, em partida disputada no estádio José Dellagiovanna, em Buenos Aires.

Pablo Magnín abriu o placar aos 17 minutos para o time argentino e Marcos Riquelme (36) empatou para a equipe boliviana, após aproveitar uma grande falha do goleiro local Marinelli.

O goleiro do Bolívar, Javier Rojas, se destacou por evitar um pênalti cobrado por Magnín e evitou a derrota nos acréscimos (90+3).

O empate deixa o Bolívar na terceira colocação do Grupo B com 4 pontos e o Tigre em último com 1, enquanto na liderança estão o Palmeiras (9) e o Guarani paraguaio (6), que se enfrentam nesta quarta-feira em Assunção.

SP/ma/aam

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Telefone de jornalista argentino roubado ao vivo em Buenos Aires

+ Márcia Bonde divulga vídeo e deixa fãs sem fôlego

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar