Cultura

Filme sobre Dick Cheney, ‘Vice’, lidera indicações ao Globo de Ouro

Filme sobre Dick Cheney, ‘Vice’, lidera indicações ao Globo de Ouro

Os indicados ao Globo de Ouro são um termômetro na corrida ao Oscar - AFP

O filme que conta a história do vice-presidente americano Dick Cheney, “Vice”, que será interpretado por Christian Bale, foi o mais indicado nesta quinta-feira (6) ao Globo de Ouro, incluindo na categoria de melhor filme de comédia, no início da corrida ao Oscar.

O anúncio, feito uma semana antes das indicações do influente Screen Actors Guild, é o primeiro grande indicador do Oscar, que acontece em fevereiro.

Com seis indicações, “Vice” contrariou algumas previsões, levando uma indicação a mais do que o popular musical “Nasce uma estrela”.

Junto com “Nasce uma estrela” – sucesso de crítica e bilheteria, estrelado por Lady Gaga e Bradley Cooper -, com cinco indicações, está o conto real “A favorita” e o inusitado drama de direitos civis “Green Book: O guia”.

Logo atrás está “Infiltrado na Klan”, de Spike Lee, a história real de um policial negro que se infiltrou na Ku Klux Klan com a ajuda de um parceiro branco, e a aguardada sequência da Disney “O retorno de Mary Poppins”.

Além da indicação a melhor filme de comédia, “Vice” – um forte olhar para o poderoso vice-presidente de George W. Bush – conseguiu o trio de indicações de atuação para um irreconhecível Bale, para a co-estrela Amy Adams como sua esposa, Lynne, e Sam Rockwell, como Bush.

O cineasta Adam McKay conseguiu duas indicações por melhor diretor e melhor roteiro.

Também levaram duas indicações: Cooper – por atuar e dirigir “Nasce uma estrela” – e Lady Gaga, por atuação e melhor canção original (“Shallow”). Mas o coadjuvante Sam Elliott, que interpreta o irmão de Cooper, foi deixado de lado.

Competindo com “Nasce uma estrela” na categoria de melhor filme de drama estão “Infiltrado na Klan”, o “blockbuster” da Marvel “Pantera Negra”, “Bohemian Rhapsody” sobre o vocalista do Queen, Freddie Mercury, e “Se a rua Beale falasse”.

“Se a rua Beale falasse” – o último filme de Barry Jenkins, que dirigiu o vencedor do Oscar de melhor filme “Moonlight: Sob a luz do luar” – conta a história de um jovem casal negro apaixonado que vive no Harlem nos anos 1970, e os obstáculos em seu caminho, em uma adaptação de um romance de James Baldwin.

Disputando a categoria de melhor filme de comédia ou musical estão “Vice”, “A favorita”, “O retorno de Mary Poppins”, “Green Book: O guia” e o sucesso “Podres de ricos”.

– Diversidade de opções –

No ano passado, Hollywood estava virando a página sobre o escândalo de Harvey Weinstein que engoliu o mundo do showbiz.

Este ano, o foco está diretamente nos filmes.

O Globo de Ouro apresenta separadamente os prêmios para dramas e musicais/comédias – o que significa mais indicações e uma chance para os votantes do Oscar de considerar uma gama mais ampla de performances antes de darem seus votos.

“Nasce uma estrela” e “Bohemian Rhapsody” disputam nas categorias de drama, procurando estabelecer firmemente a sua posição antes do Oscar, enquanto “Vice” aparece – estranhamente – na competição da categoria de comédia.

Os membros da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, que escolhem os vencedores, também tendem a honrar o inesperado.

Willem Dafoe foi indicado ao prêmio de melhor ator em filme de drama por sua interpretação de Vincent van Gogh em “No portal da eternidade”.

“Roma”, o mais recente de Alfonso Cuarón, que deve ser uma das principais produções no Oscar, recebeu três indicações – melhor filme estrangeiro, melhor diretor e melhor roteiro.

O trio de atrizes de “A favorita” – um conto sobre a decepção e luxúria na realeza – tam recebeu indicações: Olivia Colman como rainha Ana, e Rachel Weisz e Emma Stone como as mulheres que disputam a sua atenção.

“Green Book: o guia”, uma comédia inusitada sobre um pianista negro nos Estados Unidos dos anos 1960 que contrata um segurança ítalo-americano como motorista para uma turnê pelo sul, dividido por questões raciais, foi indicado por suas estrelas Mahershala Ali e Viggo Mortensen.

– Novos rostos na disputa televisiva –

O Globo de Ouro também premia os melhores da televisão – apesar de parecer um pouco redundante depois do Emmy, em setembro, com a repetição de muitos dos seus indicados.

O vencedor do Emmy “The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story” liderou as indicações com quatro.

Mas o Globo de Ouro também olha para os programas que foram ao ar tarde demais para a disputa do Emmy.

A minissérie da HBO “Sharp Objects”, o drama da Amazon “Homecoming”, estrelado por Julia Roberts, e a comédia “The Kominsky Method”, da Netflix, foram indicados.

As indicações desta quinta-feira foram apresentadas antes do amanhecer na Califórnia pelos atores Leslie Mann (“Bem-vindo ao Marwen”), Terry Crews (“Brooklyn Nine-Nine”), Danai Gurira (“Pantera Negra”) e Christian Slater (“Mr Robot”).

A 76ª edição do Globo de Ouro acontece no dia 6 de janeiro em Beverly Hills. As indicações ao Oscar serão feitas após o Globo de Ouro, em 22 de janeiro.

A cerimônia será apresentada pela atriz Sandra Oh, indicada pelo aclamado drama de TV “Killing Eve”, e pelo ator de comédia Andy Samberg.