Cultura

Filme italiano é aplaudido por 10 minutos em Cannes

CANNES, 16 MAI (ANSA) – O filme “Dogman”, do diretor italiano Matteo Garrone, foi aplaudido por 10 minutos em sua projeção oficial no Festival de Cannes, que termina no próximo sábado (19). A obra do cineasta de “Gomorra” concorre à “Palma de Ouro”.   

A exibição contou com a presença dos dois atores que protagonizam o longa, Marcello Fonte e Edoardo Pesce. “Dogman” é inspirado no chamado “delito do Canaro”, como ficou conhecido o homicídio do boxeador amador Giancarlo Ricci, em 1988, em Roma.   

O atleta foi morto por Pietro De Negri, dono de pet shop que se tornou um dos criminosos mais célebres dos anos 1980 na Itália.   

Antes de assassinar Ricci, que havia sido seu cúmplice em alguns delitos e que o perseguia, De Negri o trancou em uma jaula para cães e o torturou por sete horas.   

No entanto, o filme é apenas inspirado no caso e não reproduz seus episódios exatamente como ocorreram. “Meu filme apenas parte de um distante fato da crônica policial e se liberta imediatamente”, disse Garrone em uma coletiva de imprensa.   

O outro longa italiano na disputa pela “Palma de Ouro”, “Lazzaro Felice”, de Alice Rohrwacher, também foi aplaudido por 10 minutos em Cannes. (ANSA)