Cultura

Filme de Bárbara Paz sobre Hector Babenco é selecionado para o Festival de Veneza

O filme Babenco – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou, de Bárbara Paz, foi selecionado para o 76º Festival Internacional de Cinema de Veneza. O longa participará da mostra competitiva Venice Classics, com documentários sobre cinema.

Outros filmes com produção brasileira foram selecionados: Ad Astra, a aguardada odisseia espacial com Brad Pitt e Liv Tyler, dirigida por James Gray, faz parte da competição oficial. A nova obra do diretor francês Olivier Assayas, Wasp Network, também está na seleção principal. Os dois filmes têm produção da RT Features, do produtor Rodrigo Teixeira.

Um curta-metragem em realidade virtual, A Linha, produzido pela Arvore Experiências Imersivas e narrado por Rodrigo Santoro, também estreia no Festival, na Venice Virtual Reality (VVR), mostra dedicada aos filmes de realidade virtual, que integra a seleção e competição oficial.

Entre outros filmes selecionados e anunciados pelo Festival nesta quinta-feira, 25, estão J’accuse, obra sobre o caso Dreyfus dirigido por Roman Polanski, The Truth, de Hirokazu Kore-eda, Ema, de Pablo Larraín, e The Laundromat, de Steven Soderbergh.

A 76ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza ocorre de 28 de agosto a 7 de setembro de 2019.

+ Exclusivo: como Prost fez Senna perder o contrato com a Ferrari

Veja também

+ Marco Pigossi sobre reprise da novela Fina Estampa: “Tinha que ser proibida de ser reprisada”

+ Avó de Michelle Bolsonaro morre após 1 mês internada com covid-19

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?