Geral

Filipinas eleva nível de alerta porque vulcão pode entrar em erupção

Autoridades das Filipinas afirmaram hoje (15) que um vulcão nas proximidades de Manila pode voltar a entrar em erupção nos próximos dias, continuando a ameaçar a região.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Dezenas de milhares de pessoas tiveram de se refugiar, no último domingo (12), após a erupção do vulcão Taal, localizado a 60 quilômetros da capital.

Residents living near the erupting Taal Volcano evacuate Agoncillo, Batangas, Philippines, January 13, 2020. REUTERS/Eloisa Lopez

Vulcão força parte da população das Filipinas a fugir da fumaça  Reuters/Eloisa Lopez/Direitos Reservados

Segundo o governo, a fumaça continua a alcançar dois mil metros de altura e mais de 460 terremotos vulcânicos foram detectados. Técnicos governamentais  aumentaram o nível de alerta para 4 em uma escala que vai até 5.

Mais de 43 mil pessoas foram evacuadas e mais de 200 abrigos foram montados. Algumas pessoas estão recebendo tratamento para problemas respiratórios e de visão.

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea