Brasil

Filipe Sabará, do novo, pede desculpas após elogiar Maluf

O candidato a prefeito de São Paulo pelo Novo, Filipe Sabará, se desculpou nesta quarta-feira, 13, após ter dito que Paulo Maluf foi o melhor prefeito que a capital paulista já teve. A fala havia provocado reações internas no partido, como do fundador do Novo, João Amoêdo, e do deputado estadual Heni Ozi Cukier, que se manifestaram contra a fala no Twitter.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Sabará havia dado uma entrevista ao programa Pânico, na terça-feira, 15, quando falou sobre o ex-prefeito. “Maluf foi um bom prefeito. Teve suas questões aí de corrupção, foi condenado, mas fez muita coisa. Imagina São Paulo sem as obras do Maluf”. Depois, emendou: “Tem o rouba mas faz, mas para a população, imagina São Paulo sem as realizações do Maluf”.

Maluf foi condenado por lavagem de dinheiro em 2017 e cumpre pena em prisão domiciliar. Investigações do Ministério Público de São Paulo apontam que ele desviou ao menos US$ 160 milhões dos cofres municipais.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea