Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Liam Ghershony, de 24 anos, confessou ter colocado benzodiazepínico (classe de medicamentos usados no tratamento de ansiedade) no chá de seu pai para assim conseguir acessar uma carteira de Bitcoin no valor de US$ 400 mil (R$ 2,1 milhões). O pai ficou quatro dias internado e passa bem. O caso ocorreu em Maryland, nos Estados Unidos. As informações são do iG.

Segundo o jornal Washington Post, o rapaz deixou um bilhete ao lado do pai desacordado que dizia: “Não precisava ser assim. Eu vou te dar a melhor aposentadoria”.

A polícia encontrou o pai de Liam depois que foi acionada por um do homem, que estranhou o seu desaparecimento.

Ele foi socorrido e encaminhado para um hospital da região, onde ficou quatro dias internado e recebeu tratamento para desidratação grave e disfunção orgânica aguda (quando um órgão ou sistema é danificado).

Ao ser preso, Liam informou que é usuário de cocaína e de alguns medicamentos que compõem o benzodiazepínico.

Ele ensinou o pai a investir em criptomoedas, mas teve o acesso à carteira de investimentos bloqueado quando se tornou usuário de drogas.

O juiz David Lease condenou Liam por tentativa de homicídio.

O rapaz foi preso e será transferido para uma clínica de reabilitação após quatro meses detido.