Geral

Filha de bicheiro diz que disputa por R$ 25 milhões motivou ataque

Crédito: Reprodução/Redes sociais

Policiais tentaram intimar Shanna Harrouche Garcia, filha do contraventor Valdomiro Paes Garcia, o Maninho, a prestar depoimento sobre o ataque a tiros que ela sofreu na última semana. A jovem, no entanto, não foi localizada na manhã desta segunda-feira (14) em três diferentes endereços, segundo o G1.

Em recente entrevista ao jornal Extra, a filha do contraventor disse que uma disputa por R$ 25 milhões pelo espólio de seu pai motivou o ataque. Maninho foi assassinado em 2004, em um crime sem solução até hoje. Em 2017, Mirinho, irmão de Shanna, também morreu.

Imagens de câmeras de segurança mostraram o momento em que um carro branco, com placa clonada, se aproxima do veículo de Shanna, que chegava a um salão de beleza. Em seguida, disparos são feitos e atingem a mulher no pulso e no tórax. Ela foi submetida a uma cirurgia e recebeu alta hospitalar na última sexta-feira (11).

Na terça-feira (15), Bernardo Bello, ex-marido de Tamara, irmã gêmea de Shanna, deve prestar depoimento para os policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).