Esportes

Fifa retira Mundial Sub-17 do Peru, e Brasil é favorito a se tornar sede

A edição de 2019 do Mundial Sub-17 não será mais no Peru. Nesta sexta-feira, a Federação Peruana de Futebol anunciou que a Fifa lhe retirou o direito de organizar a competição. E as informações da imprensa local são de que a competição vai ser disputada no Brasil.

A Fifa ainda não se manifestou oficialmente sobre o assunto, mas a Federação Peruana de Futebol relatou a perda da sede da competição de seleções juvenis, explicando que não foi possível cumprir com todas as exigências da entidade máxima.

“Não foi possível cumprir a totalidade dos requisitos solicitados pela Fifa, principalmente com a garantia governamental número 8 relacionada ao tratamento de impostos”, explica a federação peruana em seu comunicado.

A entidade ainda lamentou a decisão da Fifa, mas prometeu seguir trabalhando para organizar uma competição de nível mundial até 2021, quando será comemorado o bicentenário da independência do Peru. “Vamos continuar trabalhando para cumprir o sonho de muitos peruanos de ter um Mundial no país”, afirma.

O Mundial Sub-17 estava previsto para ser disputado no Peru entre 5 e 27 de outubro. Em sua nota a federação peruana não se pronuncia sobre a nova sede, embora a imprensa de seu país aponte que a Fifa deve anunciar o Brasil como organizar da competição. E até pela alteração de última hora, é possível que a data de realização do torneio seja postergado, dando mais tempo ao novo anfitrião para preparar seus estádios e infraestrutura para receber o evento da Fifa.

Veja também

+ Cartucho de videogame do Super Mario Bros. é leiloado por US$ 114 mil e quebra recorde
+ Neto de Elvis Presley é encontrado morto, diz site
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Veja 7 incríveis casas na natureza para sonhar
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior