Geral

FGV: Indicador Antecedente da Economia subiu em dezembro de 2020

O Indicador Antecedente Composto da Economia Brasileira (IACE), divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 0,4% para 124,1 pontos em dezembro de 2020. O indicador busca antecipar tendências da economia. Dos oito componentes econômicos, cinco contribuíram de forma positiva para o resultado. A maior contribuição positiva veio do Ibovespa, que variou em 9,3%.

Já o Indicador Coincidente Composto da Economia Brasileira (ICCE), que mensura as condições econômicas atuais, avançou em 0,3% para 108,8 pontos, no mesmo período.

“A inflexão negativa na crise sanitária ao final de 2020 não gerou novas medidas de distanciamento social suficientes para comprometer a recuperação gradual no nível de atividades, resultando em uma ligeira elevação do ICCE em dezembro”, afirmou em nota, Paulo Picchetti, pesquisador da FGV/Ibre.

Segundo Picchetti, apesar do encerramento das medidas de auxílio emergencial e da lenta recuperação do mercado de trabalho, o efeito positivo da perspectiva de início da imunização contra a covid-19 sobre as expectativas de empresários e investidores resultou na elevação do IACE no período.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!
+ 6 fotos em que o design de interiores do banheiro foi um fracasso total. Confira!
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel