Cultura

Festival San Sebastián premia Viggo Mortensen, que estreia como diretor

Festival San Sebastián premia Viggo Mortensen, que estreia como diretor

Ator americano Viggo Mortensen, na apresentação do filme "Falling", antes de receber o Prêmio Donostia por sua carreira, durante o Festival de Cinema de San Sebastián, em 24 de setembro de 2020 - AFP

O Festival de Cinema de San Sebastián homenageou, nesta quinta-feira (24), a carreira do ator americano Viggo Mortensen, que acaba de estrear como diretor com “Falling”, um implacável diálogo entre pai e filho com matizes autobiográficos.

“Estou muito feliz”, disse, emocionado, este ator americano de ascendência dinamarquesa em um excelente espanhol, fruto de sua infância na Argentina.

Mortensen, de 61, é o único agraciado este ano com o prêmio honorário Donostia, em reconhecimento a sua carreira de mais de 50 títulos.

Foi a San Sebastián com “Falling”, primeiro filme sob sua direção, mas no qual também é protagonista, roteirista, coprodutor e compositor da trilha.

Nele, encarna John Peterson, um piloto que vive na Califórnia com seu marido, Eric, e sua filha adotiva, Mónica, e que ajuda o pai, Willis (Lance Henriksen), um fazendeiro, a encontrar um lugar para passar a velhice.

É um filme “sobre a idade, o medo de ficar doente, de morrer”, segundo Mortensen. E também uma exploração com toques autobiográficos da relação entre seus próprios pais, divorciados.

Com esse trabalho, ele disse ter alcançado, enfim, seu sonho de dirigir, o qual acalentava há mais de duas décadas.

À competição na Seção Oficial, somou-se nesta quinta-feira (24) a produção chinesa “Wuhai”, uma história de ambição econômica e dívidas rodada na desértica região da Mongólia interior.

O filme inclui curiosas cenas em um parque temático de dinossauros e uma reflexão sobre o dinheiro, já que, de acordo com seu diretor, Zhou Ziyang, o propósito era mostrar “como, nos últimos 20, ou 30 anos, o desenvolvimento econômico prejudicou a sociedade”.

Outras 12 produções disputam a Concha de Ouro, concedida ao ganhador na categoria de melhor filme.

A festa de premiação acontece neste sábado (26).

Na seção latino-americana, “Horizontes Latinos”, o painel de filmes em disputa – nove ao todo – completou-se nesta quinta.

Entre os concorrentes latinos, estão a produção argentina “Edición ilimitada”, um filme em quatro episódios sobre o processo criativo da escrita, dirigidos pelos argentinos Edgardo Cozarinsky, Santiago Loza e Romina Paula, e pela venezuelana Virginia Cosin.

Outro filme é o chileno “La Verónica”, de Leonardo Medel, que conta a história de uma modelo popular nas redes sociais, casada com um jogador de futebol. Sua vida desmorona quando ela começa a ser investigada como suspeita do assassinato de sua primeira filha, anos atrás.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar