Geral

Festa do Peão de Barretos é adiada para 2021 por causa da pandemia

Crédito: Divulgação/ Filme  'Amor Sertanejo'

A Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, que tinha sido adiada para outubro, não será mais realizada neste ano por causa da pandemia do novo coronavírus. Em comunicado, os organizadores informaram que o evento foi transferido para agosto de 2021 e os ingressos adquiridos continuam válidos para a nova data.

Neste ano, seria realizada a 65ª edição da festa, que é o maior rodeio da América Latina. A programação contaria com as tradicionais provas de rodeio e shows de artistas sertanejos, como Gusttavo Lima, Marília Mendonça, Alexandre Pires, Zé Neto & Cristiano, Bruno & Marrone e Rionegro & Solimões.

“Por você, por sua saúde, por nosso País que tanto amamos, escolhemos adiar a maior de todas, porque acreditamos que a alegria, os abraços, os brindes, os encontros têm que ser liberados, incentivados e inesquecíveis”, informou, em nota, a associação Os Independentes, que organiza o evento.

A festa seria realizada entre 28 de outubro e 2 de novembro e foi transferida para 19 a 29 de agosto de 2021. Os ingressos para os shows e pacotes de camping continuam válidos para as novas datas e as regras de utilização estão disponíveis no site do evento.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar