ISTOÉ Gente

Fernanda Gentil diz que tenta ser menos ciumenta para deixar esposa feliz

Fernanda Gentil diz que tenta ser menos ciumenta para deixar esposa feliz

Fernanda Gentil e Priscila Montandon (Foto: Reprodução)

Fernanda Gentil está em uma nova fase na carreira, apresentando o programa “Zig Zag Arena”, e também tenta fazer mudanças na vida pessoal. No casamento com a esposa Pricila Montadon, ela contou que tenta ser menos ciumenta para deixar a esposa feliz.

+ Whindersson Nunes elogia Maria Lina e fãs torcem por reconciliação


+ Carla Diaz diz que ficou milionária depois do ‘BBB’, mas revela que é pão-dura

+ Samantha Schmütz revela bastidores da briga política com Juliana Paes

“Sou muito cabeça dura, orgulhosa, ciumenta… Esse último já melhorei muito. Falando de relacionamento, casamento, eu queria ser “mais de boa”. Sou muito feliz com a mãe, a amiga, a profissional que sou. Mas quero ser uma pessoa cada vez melhor para a Priscila, que é quem eu mais quero fazer feliz”, disse Gentil ao jornal Extra.

A apresentadora também é mãe de 2 filhos e contou que está mudando a rotina para se manter próxima deles.

“Não fico tanto tempo em casa como gostaria, mas eles sabem o motivo. No início, sentia culpa, hoje, com muita terapia e conversa, não mais. Explico que as coisas não caem do céu e que espero que eles tenham a oportunidade de trabalharem no futuro com aquilo que amam, assim como eu. Compenso a falta de quantidade de tempo, com qualidade. Quando estamos juntos, é de corpo e alma. Nessa semana de gravações do “Zig zag arena”, que cheguei dez da noite em casa, pedi para me esperarem para eu colocar para dormir. Ou para fazermos embaixadinha na quadra. Isso tem me ajudado. Afinal, ninguém aqui é de família rica, não tem herança, temos que rala”, declarou ela, rindo.

Gentil disse que se entrega bastante ao trabalho, mas atualmente prioriza outros momentos da vida pessoal. “Quando era mais nova, realmente deixava isso ocupar boa parte da minha vida. Hoje, minhas prioridades são diferentes. A vida começa quando passo da catraca da Globo. Gosto de colocar criança para dormir, jogar bola, tomar um vinho com a Priscila. Trabalho é um dos pilares da minha vida, mas não é o principal”.