Economia

Fendt: entrevero entre EUA e China não nos prejudica em nada


O secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Roberto Fendt, avaliou nesta terça-feira, 29, que a disputa comercial entre os Estados Unidos e a China não trouxe impactos para o Brasil no comércio global.

“O entrevero entre EUA e China tem mais origem nos EUA do que na China, e não nos prejudicou e nem prejudica em nada. O conflito entre esses dois países é de natureza tecnológica, o comércio não é o cerne da questão. Os EUA são relutantes em ceder uma fatia da hegemonia tecnológica para China ou seja quem for”, afirmou, na videoconferência “Os Grandes Desafios do Comércio Exterior Brasileiro”, organizada pelo Instituto Besc de Humanidades e Economia.

O secretário reafirmou que o Brasil não atua no comércio exterior de maneira ideológica como, segundo ele, ocorreu em governos passados. “O Brasil procura parceiros que produzam negócios bons para nós e para eles. Nesse sentido, temos interesses em fazer negócios com chineses e americanos”, enfatizou. “Comércio não tem ideologia, mas sim ganhos – de preferência para todos os lados. Queremos vender em bom volume e comprar de quem tem boa qualidade e preço”, completou.

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago