Edição nº2552 15/11 Ver edições anteriores

Felipão explica por que quer ganhar três torneios: “27 jogadores escolhidos a dedo”

Luiz Felipe Scolari elogia estrutura que encontrou no Palmeiras em 2018

O meia Moisés trabalhou no Dia dos Pais. Era mais para ficar na reserva do Palmeiras no jogo contra o Vasco. Acabou entrando no segundo tempo. “O Felipão me perguntou se dava para ir pro jogo. Eu disse sim”, falou depois da vitória por um a zero. O jogador saiu feliz, com pressa para passar o resto do Dia dos Pais com a filha. Mas, antes, elogiou o técnico: “O Felipão tem espírito vencedor. Ele gosta de conquistas. E vem falando para a gente brigar para ser campeão nos três campeonatos, Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores. E se ele quer, nós vamos correr atrás”.

Luiz Felipe Scolari está doutrinando o elenco. Ele quer mesmo avançar até, no mínimo, a semifinal dos torneios de mata mata e também chegar brigando pelo título no Campeonato Brasileiro. O treinador quer ser campeão. E tem um argumento forte: “Tem que pensar grande, pensar em conquistas em todos os torneios. Nós temos um grupo de 27 jogadores que foram escolhidos. Tem que sonhar com o três campeonatos. Se não pensar grande, vai colher pouca coisa”, afirmou à Coluna do Boleiro.

Felipão leva em conta também a estrutura que encontrou nesta nova passagem pelo Palmeiras. “Ela é comparável apenas a quatro ou cinco clubes muito fortes do mundo. Condições excepcionais”, falou. “Acho que meu retorno foi uma boa escolha para mim e para o Palmeiras”, completou. O técnico gaúcho, a caminho dos 70 anos, tem currículo de campeão. Só no Palmeiras, ele acumula duas Copas do Brasil, uma Mercosul, um Torneio Rio-S. Paulo e a Libertadores de 1999. “Ele convence”, constata Moisés.

 


Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.