Agronegócio

Fecoagro-RS revisa para cima custos de produção de soja e milho

São Paulo, 10 – A Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul (Fecoagro-RS) revisou, nesta quinta-feira (10), a estimativa de custo de produção de soja e milho na safra 2019/2020. Houve alta de 2,5% no custo total da oleaginosa e de 2% no caso do milho, em comparação ao relatório apresentado pela entidade em junho. O desembolso inflacionou 2,2% e 1,6% para as duas culturas, respectivamente.

Em valores absolutos, a entidade calcula gastos de R$ 3.473,00 por hectare na soja, resultando em custo médio de R$ 57,88 por saca – a produtividade estimada é de 3,6 mil quilos por hectare. Para o milho, a projeção é de R$ 4.676,61 por hectare, ou R$ 29,93 por saca, considerando a média de 9,5 mil quilos de grão colhido por hectare.

Apesar da safra mais cara, a Fecoagro/RS espera margens positivas de R$ 1.019,80 por hectare com a produção de soja e R$ 427,39 com o milho. “Existem contratos para o produtor (mercado futuro) a preços melhores do que aqueles que estavam sendo praticados da última vez que divulgamos a análise”, afirma o presidente da entidade, Paulo Pires. O estudo se baseia em informações repassadas pelas cooperativas filiadas.