Esportes

Febre no Brasil após Olimpíada, skate tem etapa de street nos EUA com Rayssa e Kelvin

Febre no Brasil após Olimpíada, skate tem etapa de street nos EUA com Rayssa e Kelvin

Rayssa Leal foi medalha de prata na Olimpíada (Wander Roberto/COB)

A SLS, liga mundial de skate street, tem início programado para esta sexta-feira (27), em Salt Lake City, estado americano de Utah. O Brasil conta com 11 representantes, incluindo os principais nomes da modalidade, como Letícia Bufoni, Pâmela Rosa e os medalhistas de prata na Olimpíada de Tóquio-2020, Rayssa Leal e Kelvin Hoefler. A turma toda vai se juntar novamente numa competição.

+ Rayssa Leal participa de vídeo promocional do filme ‘Space Jam: Um Novo Legado’


+ Red Bull anuncia renovação do mexicano Sergio Pérez para temporada 2022 da F-1

+ Técnico do United aprova contratação de Cristiano Ronaldo: ‘O maior de todos os tempos’

Há pouco mais de uma semana, Bufoni foi campeã de um torneio internacional em Paris, sede dos Jogos em 2024. Pâmela, que assim como a compatriota, não se classificou para a final no Japão, revelou uma lesão no ligamento do tornozelo. Recuperada, a líder do ranking mundial está preparada para competir nos Estados Unidos. A primeira etapa da SLS vai até este sábado.

Embora tenha 11 skatistas escalados para a disputa, o Brasil não terá a paulista Gabriela Mazetto. O time feminino é formado pelas três atletas que estiveram no Japão (Letícia, Pâmela e Rayssa) e Marina Gabriela, de 18 anos. A equipe masculina conta com Felipe Gustavo, Kelvin Hoefler, Luan Oliveira, Tiago Lemos, Lucas Rabelo e Filipe Mota. Apenas Felipe e Kelvin integraram a delegação do street nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Apesar das ausências por lesões de Aori Nishimura, número 3 no ranking mundial feminino, e da carismática filipina Margielyn Didal, a concorrência das brasileiras deve ser forte. As japonesas Funa Nakayama e Mojomi Nishiya, que dividiram o pódio com Rayssa Leal em Tóquio, estão confirmadas e devem dar trabalho ao trio brasileiro.

Yuto Horigome, campeão olímpico em casa, e Aurelian Giraud, francês que terminou o evento de estreia do esporte em Olimpíadas na sexta colocação, não competem no masculino. Estão confirmados na etapa o também francês Vincent Milou, quarto em Tóquio, o americano Nyjah Huston, tetracampeão mundial e penta do X-Games, e Shane O’Neill, vencedor do Campeonato Mundial em 2016.

A SLS é o principal campeonato de skate street no mundo e oferece a maior premiação aos atletas. Cada etapa é disputada em um país ou cidade diferente. O Brasil tem três títulos desde que a categoria feminina foi introduzida em 2015. Na ocasião, Kelvin e Letícia, que tiveram trocas de farpas nos Jogos de Tóquio, foram os vencedores do torneio.

Quatro anos depois, foi a vez de Pâmela se consagrar como campeã do evento, com Rayssa ficando com o vice. A edição de 2020, prevista para acontecer entre março e maio do ano passado, foi cancelada devido à pandemia do novo coronavírus.