ISTOÉ Gente

Fátima Bernardes sobre golpe com CPF do filho: “Tomamos medidas judiciais”

Crédito: Reprodução/Instagram

Fátima Bernardes posa com a mãe e filhos (Crédito: Reprodução/Instagram)

Fátima Bernardes falou sobre o uso do CPF do seu filho, Vinicius, em fraude envolvendo o auxílio emergencial de R$ 600 dado pelo governo federal a cidadãos prejudicados pela pandemia do novo coronavírus.

Veja também:
Leo Dias expõe conversas com Anitta para se defender de acusações da cantora
Acusada de traição, Ludmilla vai à delegacia prestar queixa: “Vai ter que pagar”

A apresentadora falava sobre golpes no ‘Encontro’, e comentou sobre o que envolveu o seu filho. “”Eu tenho em casa um exemplo: o CPF do meu filho foi usado como se ele tivesse dado entrada no auxílio emergencial. E nós só ficamos sabendo bem depois”, disse.

“[O formulário do pedido exigia] o nome dele, o meu nome, que não é difícil de saber, data de nascimento, e o documento, o CPF dele. A carta de motorista dele estava na internet. Mas aí, se não é uma pessoa da imprensa ligar e questionar, cobrar, nós não teríamos sabido”, completou.

Fátima ainda afirma que o filho “nem poderia entrar com o pedido”, uma vez que é estudante e dependente dela e do ex-marido, Willian Bonner. O apresentador do Jornal Nacional foi quem falou sobre o caso nas redes sociais.

“Quantas outras pessoas estão nessa situação? Nós tomamos as medidas judiciais, não sabemos se o dinheiro chegou a ser sacado. Mas quantas pessoas podem estar sacando dinheiro ilegalmente?”, finalizou a apresentadora.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Após se aposentar da Globo, Sérgio Chapelin aparece com novo visual; veja
+ Nick Cordero morre aos 41 anos, vítima de complicações da Covid-19
+ Hamilton bateu de novo em Albon; veja memes da F1
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior