Mundo

Famoso médico italiano é condenado por roubo de óvulos

ROMA, 26 NOV (ANSA) – A Suprema Corte da Itália condenou o ginecologista Severino Antinori, que ficou famoso por dizer que havia clonado três bebês, a seis anos e meio de prisão por roubar óvulos de uma enfermeira espanhola que trabalhava em sua clínica.   

A sentença definitiva é um pouco menor que a condenação a sete anos e 10 meses de cadeia imposta ao médico em segunda instância.   

O crime ocorreu em 2016, quando Antinori, hoje com 75 anos, aspirou óvulos da enfermeira, que havia sido internada para operar cistos ovarianos, contra a sua vontade. A vítima havia sido imobilizada e anestesiada com a desculpa da cirurgia.   

Segundo o Ministério Público, Antinori fertilizou os óvulos para transferi-los a outra mulher. No início dos anos 2000, o médico ficou famoso ao anunciar que havia usado o método da clonagem para induzir a gravidez em três mulheres.   

De acordo com ele, as gestações foram bem sucedidas, mas ele nunca deu provas disso. (ANSA).   


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel