Esportes

Famoso alpinista italiano morre em escalada na Sardenha

OLBIA, 14 AGO (ANSA) – O alpinista Giuliano Stenghel, mais conhecido como “Sten”, morreu nesta sexta-feira (14) na ilha italiana de Tavolara, na região da Sardenha.   

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

Stenghel, de 67 anos de idade, não resistiu aos ferimentos após ter caído de uma das partes mais altas de uma montanha da ilha.   

Segundo as autoridades, Stenghel se desequilibrou durante a escalada e na queda bateu violentamente em diversas rochas. O acidente foi visto por pessoas que estavam a bordo de um barco nas proximidades.   

O alpinista foi levado ao cais do porto de Olbia e os socorristas até tentaram reanimar o atleta, mas Stenghel não resistiu aos ferimentos.   

Para os entusiastas do montanhismo, a morte de Stenghel é uma grande perda para o esporte, já que ele era considerado um dos mais experientes alpinistas.   

Stenghel, que era conhecido como o “mestre dos friáveis”, por sua facilidade de se movimentar em rochas difíceis, abriu cerca de 200 novas rotas e seu amor pelo montanhismo o motivou a criar a fundação Serenella Onlus, que leva o nome da sua primeira esposa, falecida prematuramente. (ANSA).   

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea