Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Simon Leviev, o homem conhecido por ter inspirado o documentário ‘Golpista do Tinder’, da Netflix, está sendo processado pela família Leviev, dona da marca de diamantes LLD Diamonds. De acordo com informações do Page Six, a ação está sendo movida por Simon ter se passado como membro da família Leviev na execução de seus golpes. Seu nome verdadeiro  é Shimon Hayut.

“Por muito tempo, Simon vem fazendo falsas representações como sendo filho de Lev Leviev e recebendo inúmeros benefícios (incluindo materiais), astutamente e mentindo, alegando ser membro da Família Leviev, e que sua família pagará e arcará com os custos de seus benefícios”, diz o início do processo.

“Ele até usou a marca registrada LLD Diamonds para fazer suas vítimas acreditarem que ele era realmente parte da empresa de diamantes (é CEO não menos, por sua assinatura) e era membro da Família Leviev”, continua o documento.

A família também alega que Simon “fraudou, enganou, falsificou e machucou mulheres, homens e empresas” tanto em Israel, como em outros lugares no mundo. “O réu usou o aplicativo de namoro ‘Tinder’ para localizar mulheres que ele manipulou emocionalmente, astutamente enganou os fundos e acabou convencendo a transferir grandes somas de dinheiro para ele sob o pretexto de estar fugindo de indivíduos com a intenção de machucá-lo”.

“Golpista do Tinder” conta a história de três mulheres que dizem ter sido traídas por Simon Leviev, após conhecê-lo através do aplicativo. Elas foram enganadas e induzidas a darem grandes quantias de dinheiro para o criminoso.