Comportamento

Família alerta que ativista saudita será julgada no Tribunal de Terrorismo

Família alerta que ativista saudita será julgada no Tribunal de Terrorismo

Hathloul, ativista de 31 anos, detida na Arábia Saudita em maio de 2018 - FACEBOOK/AFP/Arquivos

As autoridades sauditas transferiram o julgamento da ativista Loujain al Hathloul para um tribunal que trata de casos ligados ao terrorismo – informou sua família nesta quarta-feira (25), destacando que ela parece muito fraca após dois anos na prisão.

Hathloul, de 31 anos, foi detida em maio de 2018 junto com uma dúzia de outras ativistas, poucas semanas antes da histórica revogação da proibição de mulheres dirigirem carros no reino.

“O caso da minha irmã @LoujainHathloul foi transferido para o Tribunal Penal Especializado (ou) Tribunal do Terrorismo”, tuitou Lina Hathloul, irmã do ativista.

“No tribunal, ela parecia fraca, seu corpo tremia de maneira incontrolável, e sua voz estava fraca e embargada”, contou.

Apesar de sua fraqueza, a ativista leu quatro páginas de sua defesa perante o juiz, tuitou outra irmã, Alia al Hathloul.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Ambas residem fora do reino e não especificaram sua fonte de informação.

Desde março de 2019, o caso de Hathloul é julgado no Tribunal Criminal Especializado de Riade, cujas sessões são fechadas para diplomatas e jornalistas, disseram parentes e ativistas.

Este Tribunal Criminal Especializado (SCC) de Riade foi criado em 2008 para julgar casos relacionados ao terrorismo, mas tem sido amplamente utilizado para processar presos políticos.

No início deste ano, a ONG Amnistia Internacional (AI) afirmou que este tribunal é usado para silenciar vozes críticas, incluindo clérigos e ativistas dos direitos humanos, sob o pretexto de lutar contra o terrorismo.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Carla Perez fala sobre vida nos EUA: “Aqui é vida normal”
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel