Esportes

Falta de atacante de velocidade confiável dificulta produção ofensiva corintiana

A dificuldade do Corinthians em ser mais ofensivo e perigoso no ataque, algo que ficou claro no empate sem gols com o Grêmio e na final do Campeonato Paulista, pode estar relacionada com a falta de ponta mais incisivos e de qualidade entre as principais opções à disposição do técnico Tiago Nunes. Essa, inclusive, foi uma avaliação feita pelo treinador, reconhecendo o peso da falta de um atacante de velocidade atuando mais próximo de Jô

Com o centroavante no comando do ataque, a organização e criação das jogadas estão, entre outras funções, delegadas a Luan, que atua centralizado. Já pelos lados do campo, o treinador costuma escalar Ramiro e Mateus Vital, sendo que ambos têm características de meias.

O que tem se visto, então, é Jô isolado no ataque. No último sábado, no empate por 0 a 0 com o Grêmio, o Corinthians teve mais posse de bola e até ocupou o setor ofensivo no início do segundo tempo, tendo algum controle do jogo. Mas pouco ameaçou a meta defendida por Vanderlei.

“O que nos faltou foi maior aproveitamento na parte ofensiva, na chegada na última parte do campo, os laterais chegarem um pouco mais, daqui a pouco encaixar um atacante nessa equipe, a gente precisa encaixar um atacante de velocidade, um jogador de profundidade para se aproximar mais do Jô. São questões que a gente precisa evoluir como equipe, mas que fazem parte natural de um processo de construção da equipe que não tinha essa característica de jogo”, disse o treinador.

O problema é que as opções de pontas no elenco corintiano ainda não se destacaram ou chegaram recentemente ao clube. Com essas características, Janderson é o nome mais utilizado do grupo atual, com 13 jogos disputados em 2020. Mas não é titular desde 7 de março, em partida contra o Novorizontino. E ficou fora até do banco diante do Grêmio pela possibilidade de ser emprestado. Everaldo, por sua vez, soma 12 partidas pelo time nesta temporada, mas não foi aproveitado no sábado.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Quem começou a ser utilizado no Corinthians é Léo Natel, que entrou nos minutos finais de três das últimas quatro partidas do time. Mas ainda precisa adquirir ritmo de jogo, pois ficou 1 ano e 2 meses sem atuar até fazer a sua estreia pela equipe alvinegra. E outra opção é Gustavo Mosquito, que retornou recentemente de empréstimo ao Paraná.

O Corinthians também sofreu baixas de pontas no seu elenco durante esta temporada. Foi o caso do colombiano Yony González, devolvido ao Benfica, que o repassou ao Los Angeles Galaxy. E Madson, que está no Fortaleza, emprestado.

Contra o Grêmio, Mateus Vital foi substituído no primeiro tempo da partida após levar um pisão no tendão. Uma avaliação definirá se ele poderá ser aproveitado diante do Coritiba, quarta-feira, na Arena Corinthians. No sábado, para substituí-lo, Tiago Nunes optou por outro meia – Araos.

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Perlla mostra tatuagem ousada no bumbum
+ Conheça o Storm, um blindado híbrido de 8000 kg que atinge 140km/h e ainda pode andar na água
+ Fotos: Paolla Oliveira mostra seu sítio luxuoso na Serra do Rio de Janeiro
+ Motorhome com dois andares tem até elevador para o terraço
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica