Mundo

Falso médico que usava palito de pirulito no lugar de contraceptivos é preso

Crédito: Divulgação/ Cicpc la Victoria

José Daniel Lopez foi preso acusado de exercício ilegal da medicina (Crédito: Divulgação/ Cicpc la Victoria)


A polícia da Venezuela prendeu no último dia 27 um falso ginecologista acusado de implantar palitos de pirulito sob a pele de pacientes alegando ser um método contraceptivo.

De acordo com as investigações, José Daniel Lopez usou diploma e documentos falsos para conseguir empregos em consultórios médicos nas cidade de La Victoria e Maracay. Segundo a polícia, ao menos 25 mulheres  teriam sido vítimas do falso ginecologista, com algumas até engravidando.

O caso veio à tona após as vítimas denunciarem o médico. Conforme o procurador-geral venezuelano Tarek William Saab, o homem responderá pelos crimes de exercício ilegal de medicina, usurpação de funções médicas, uso de documentos falsos e aborto sofrido, entre outros.

Todas as mulheres que foram operadas em La Pastillita ou Clinica La Trinidad foram orientadas a fazer novos exames médicos.