Tecnologia & Meio ambiente

Facebook processa empresa sul-coreana de análise de dados

Facebook processa empresa sul-coreana de análise de dados

O Facebook suspendeu aplicativos e contas associadas a Rankwave e pediu à corte que ordene à empresa o funcionamento dentro de suas regras - AFP/Arquivos

O Facebook anunciou que está processando a empresa sul-coreana de análise de dados Rankwave para garantir que não está rompendo as regras da rede social.

A ação, apresentada em um tribunal do Silicon Valley, Califórnia, quer garantir o respeito aos termos que a empresa aceitou cumprir para operar aplicativos na rede social, afirmou a diretora Jessica Romero.

O Facebook investiga o uso que a Rankwave faz dos dados relacionados com publicidade e marketing, e a empresa sul-coreana não cooperou com seus esforços de confirmar que está cumprindo com as política vigentes para todos os desenvolvedores presentes na plataforma, completou Romero.

A rede social suspendeu aplicativos e contas associadas a Rankwave. O Facebook pediu à corte que ordene à empresa o funcionamento dentro de suas regras.

“Com a ação, enviamos uma mensagem aos desenvolvedores de que o Facebook é sério no momento de fazer cumprir suas políticas, incluindo a de solicitar aos desenvolvedores que cooperem durante uma investigação”, explicou a diretora.

No último ano, a rede social foi critica pelo mau uso de dados pessoais de milhões de usuários pela Cambridge Analytica, uma empresa de consultoria que trabalhou para a campanha presidencial de Donald Trump em 2016.

Uma série de reportagens apontou ainda que o Facebook poderia ter revelado mais informações privadas do que as devidamente reportadas, a seus sócios e anunciantes.

Ao mesmo tempo, o Facebook contratou milhares de funcionários adicionais para abordar assuntos como a linguagem de ódio, a incitação à violência e a manipulação de eleitores através de sua plataforma.