Esportes

Fabrício Werdum anuncia saída do MMA e mudança para o boxe profissional: ‘Quero esse título inédito’

Ex-campeão peso-pesado do UFC afirma que buscará o cinturão que falta na carreira

Fabrício Werdum anuncia saída do MMA e mudança para o boxe profissional: ‘Quero esse título inédito’

Ex-campeão peso-pesado do UFC, ex-campeão mundial de jiu-jítsu e ex-campeão do ADCC (maior evento de luta agarrada do mundo), Fabrício Werdum está disposto a embarcar em um novo desafio em sua carreira nas artes marciais. Nesta quarta-feira (25), em entrevista coletiva aos jornalistas, o “Vai Cavalo”, atualmente com 44 anos de idade, anunciou que vai migrar para o Boxe profissional.

+ Menino de 6 anos cai do 4º andar de prédio; pai acusa madrasta de jogar a criança
+ ‘Tentou me matar diversas vezes’, diz jovem que teve o rosto tatuado pelo ex-namorado
+ OVNIs: Pentágono revela mais de 1.500 documentos secretos

Com mais de 20 anos de carreira nas artes marciais, Fabrício Werdum negou qualquer possibilidade de aposentadoria revelou que está disposto a repetir no Boxe o sucesso que fez no Jiu-Jitsu e no MMA. Vale ressaltar que atletas como Vitor Belfort e Anderson Silva também migraram para a nobre arte recentemente e vêm acumulando boas atuações desde então.

– Depois de 24 anos lutando Jiu-Jitsu, grappling e MMA, é difícil ter a decisão. Eu não gosto da palavra ‘aposentado’, porque é complicado ter essa ideia de parar. Então, comunico que vou mudar o foco completamente. Quando me propus a ser campeão de Jiu-Jitsu, eu fui duas vezes. Assim como no grappling e UFC. Eu não tenho esse título do Boxe e quero poder me dedicar 100%. Quero esse título inédito. Já fui campeão de tudo, mas nunca competi no Boxe. Desejo ser campeão e colocar mais um cinturão na parede. Não parei de lutar. Só mudei o foco completamente. Vou focar 100% no Boxe. Não vou lutar MMA para poder focar no Boxe – disse Werdum.

Além disso, Fabrício Werdum também revelou que recebeu uma proposta para lutar no Bare Knuckle FC, evento de Boxe sem luvas, mas deixou claro que vai adotar a calma para fazer sua estreia na modalidade.

– Teve essa (proposta) do Bare Knuckle para dia 30 de julho, que é justamente no dia do meu aniversário, mas não aconteceu. Em dois ou três meses seria legal para me preparar. Eu vou seguir o conselho do mestre (Rafael Cordeiro) e não ter pressa para lutar. O Bare Knuckle é bastante agressivo, sem luva e é complicado, porque não tem proteção e machuca bastante. Pela bolsa, por que não? Se estão querendo pagar milhões, por que não lutar? Mas ainda não tenho uma data definida e essa negociação não evoluiu. Na primeira luta eu preciso estar muito bem para mostrar pro mundo que eu posso ser campeão – projetou o brasileiro.

No MMA profissional, Fabrício Werdum construiu um cartel de 24 vitórias e nove derrotas. Com passagens por PRIDE, Strikeforce e UFC, o “Vai Cavalo” fez sua última luta em maio do ano passado, quando fez sua estreia pela PFL (Professional Fighters League). Na ocasião, enfrentou o compatriota Renan “Problema”, em luta que terminou em polêmica e sem resultado.